segunda-feira, 3 de maio de 2010

Os Homens Também Amam e Sofrem por Amor

No campo de batalha Mulher X Homem, não é novidade que o amor e a sensibilidade sejam os itens mais discutidos. As mulheres (o dito sexo frágil) bradam pelos quatro cantos do mundo o direito a esses sentimentos como característicos, primordialmente, femininos. Aí, escuto a Ana Carolina cantando: “... Quem de nós dois, vai dizer que é impossível o amor acontecer...” E eu diria: qualquer um dos dois!
Amar não é mérito apenas das mulheres! Sofrer por amor, menos ainda! Parece que ficou convencionado que esse papel, quase que de mártir, nos foi designado. E na verdade não é bem assim!

Quantas poesias, poemas e declarações de amor não saíram dos mais sinceros sentimentos masculinos? Quantos célebres e imortais escritores passaram parte de suas vidas amando e declarando seus amores? E as canções? A maioria, cantada ou escrita por homens (Roberto Carlos quem nos diga!).
Em minha postagem Ame, Apaixone-se e Cuide Bem do Seu Amor, escrevo sobre a existência de homens possíveis e reais, que amam e sofrem igualmente pelo amor de uma mulher. Para provar-lhes que é verdade, indico o blog do amigo Diego http://ultrapassandobarreiras.blogspot.com. No mundo de Diego (ou Mr. Jones – seu nickname) a vida é narrada com poesia, mas dentro do contexto de um homem comum; com problemas, alegrias, buscas e verdades como qualquer uma de nós. Possui habilidades e qualidades que, em nosso mundo feminino e sonhador, parecem pertencer apenas aos contos de fadas ou as páginas de um bom romance. Em seu blog, tal qual um diário (tipo aquele que mantínhamos a sete chaves quando adolescentes) ele nos abre a porta de seu coração, revelando uma sensibilidade, aparentemente incomum aos homens. O seu blog, acreditem, acaba tornando-se quase um vício, como uma novela, que queremos saber mais sobre esse personagem. Mas ele não é um personagem! É um homem real! E de forma simples e envolvente Diego nos conta sobre a sua amada e da saudade que sente em estar ao lado dela. Eu mesma, no início, lia até por uma questão de “troca de gentilezas”; ele visitava o meu blog e eu o dele. Porém, o tempo foi passando e me vi totalmente envolvida com a sua história. Parece aquele amigo ou irmão que você quer ligar para saber como está e o que está sentindo... Todos os dias, Diego nos brinda com uma linda homenagem à sua amada! Seja através de belas músicas ou de um poema, mas sempre mostra que o romantismo definitivamente não pertence apenas às mulheres. Sua alma romântica é fabulosa e contagiante. Claro que ele come, dorme, se diverte (aliás, o humor é uma de suas virtudes) enfim, faz tudo o que qualquer pessoa faz. Talvez nesse ponto encontremos a diferença entre o homem e a mulher vivendo situação similar. Nós, mulheres, abdicamos da auto-estima, do nosso bem estar e de tudo o que nos cerca. Vivemos buscando razões para chorar e lamentar e esquecemos a poesia que, até mesmo nessas circunstâncias, a vida nos oferece. Parece, dessa forma, que o homem ama mais consciente e sofre com mais dignidade; não resume a beleza do amor em simples sofrimento.
Tenho tratado muito sobre a busca da felicidade, tema de variáveis e inesgotáveis interpretações, e quase sempre esbarramos na questão: amo ou sou amada, logo sou feliz! E não é verdade. Há beleza em todas as nuances do amor, inclusive na dor da perda. A questão é como lidamos com tudo isso. Alguns preferem perder a vontade de viver, outros encontram razões para se fortalecerem e compreendem que amar também envolve riscos.
Por isso, mulheres, antes de saírem pelo mundo, chorando, lamentando e levantando a bandeira feminista de que apenas nós, mulheres, amamos e sofremos; que estamos no mundo como vítimas, conheçam Diego! E quando falarem que os homens são insensíveis, indiquem o blog do Diego. Mostrem que os homens também amam e sofrem por amor e que ainda sabem transformar tudo isso em belos poemas.
“Para realmente amar uma mulher deixe que ela te abrace... até você saber como ela precisa ser tocada. Você tem de respirá-la, tem de sentir seu gosto... até senti-la em seu sangue e quando ver seus futuros filhos nos olhos dela... você saberá que realmente ama uma mulher" (extraído do perfil apresentado por Diego no DiHitt)

20 comentários:

  1. Eu acredito que existam homens apaixonados sim, tanto um lado quanto o outro é capaz de amar com sinceridade. Creio que há a necessidade de encontrar a pessoa certa.

    ResponderExcluir
  2. Nossa Jackie. Nunca ninguem fez algo assim tao impactante ao meu respeito. Tao íntimo, tao completo e objetivo quanto ao seu texto.
    Puxa, me diz como faço para te agradecer?
    peço permissao para levar o seu texto com creditos para o meu humilde reino. Para outros leitores tambem ter o prazer em ler o que voce escreveu. Que existem mulheres, que conseguem compreender a sensibilidade masculina, como voce. Obrigado!
    abçao pra voce e sua familia.

    ResponderExcluir
  3. Que Post Fantástico!
    AMIGA
    O seu texto é um dos melhores registros sobre o amor que li na última semana... O homem que nunca amou, não deve ser desse planeta. Conheço uma dezena de cidadãos que vivem única e exclusivamente para suas companheiras, jamais enveredaram por outros caminhos que não seja o da retidão matrimonial. Penso que talvez seja uma questão de tempo para se encontrar a pessoa certa, só isso. Parabenizo-a pela belíssima homenagem ao nosso querido amigo Diego, um gênio na arte de amar!
    Parabéns por mais um lindo post!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir
  4. Os homens sofrem,na sua maioria são machistas que não demonstram seus sentimentos,gostei do post a paz

    ResponderExcluir
  5. Oi minha fadinha Sissym!
    Como você bem disse: "encontrar a pessoa certa"! Essa é a grande verdade! Porém, tenho visto muitas pessoas encontrarem pessoas boas (não sei se certas), mas deixarem passar. Muitas vezes porque estão predispostas a acharem que não servem, que são insensíveis, etc...No caso das mulheres com relação aos homens, tenho observado esse rótulo de que todos não prestam, que são cachorros e por aí afora...Mas, amiga, como conversamos muito recentemente: Deus nos dá sempre o melhor! Aproveitar e saber extrair o melhor, cabe a cada um!
    Grande beijo, minha flor! Muito bom tê-la sempre aqui!

    ResponderExcluir
  6. Diego, meu querido!!! CLARO que você pode! A homenagem foi justa (e todos concordaram, você viu?)porque você é um verdadeiro tesouro, amigo! Como te disse, sou muito abençoada, pois tenho o meu Sinval, que não diferente de você, AMA com paixão e não teme em demonstrar sensibilidade. A diferença é que vocês homens sabem fazer isso dosando com a razão. Tenho certeza de que, através de você, seu blog e esse oceano de sentimentos que você nos brinda diariamente, pude mostrar aos meus leitores (mais para as mulheres), que amar é viável e possível e que existem muitos Diego à espera da mulher ideal para, juntos, construirem uma linda história de amor.
    Seja muito feliz, meu amigo. Que a sua amada veja rapidamente o tesouro de homem que você é e volte correndo aos seus braços!
    Grande beijo! Foi uma honra citá-lo em meu blog!

    ResponderExcluir
  7. Lison, meu amigo! Para mim é uma verdadeira honra ter uma mente tão brilhante como a sua comentando em meu blog! Tenho certeza de que você pertence ao clube dos homens verdadeiros e que representa com muita propriedade essa categoria!
    Obrigada por vir aqui no meu jardim e permitir que as minhas palavras tocassem o seu coração!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. Oi Isma! Então amiga, eu acho que existe um preconceito com relação aos homens. Claro que encontramos os canalhas por aí; mas quantas mulheres também (principalmente nos dias atuais) agem de forma manipuladora e desonesta? Não podemos rotular, principalmente achar apenas que vivemos num mundo machista de homens que não amam e que não sofrem. Acho que essa visão feminina acaba contribuindo ainda mais para que esse estereótipo masculino seja perpetuado. Como disse, tenho uma visão e experiência de vida muito diferente. Conheci e ainda conheço homens espetaculares, apaixonantes e verdadeiros tesouros. Diego é um exemplo fácil de comprovar, pois tudo o que sente, registra em seu blog!
    Obrigada, querida, por participar e comentar!

    ResponderExcluir
  9. Olá amiga Jackie!
    Excelente texto. Com certeza os homens sentem o amor. Talvez alguns reprimam os sentimentos e/ou não tenham amado... mas quem já amou certamente sente e vive intensamente este sentimento.
    Gostei da homenagem ao grande amigo Diego que realmente escreve um blog belíssimo que deve ser parada obrigatória de quem gosta de ler blogs de qualidade.
    Beijos, Fernandez.

    ResponderExcluir
  10. O homem sem amor, não dotado de sentimentos e/ou sensibilidade é uma construção da própria sociedade. Pais e mães, desde Salomão e e rainha de Sabá, educam seus filhos para serem machos, durões, proibidos de chorar e dizer "eu te amo".

    Mas isso é lenda, é mitologia! Todo homem, ao seu jeito ou ao jeito que lhe ensinaram, ama, sente, sofre, e acredite, também chora!

    Um homem pode sentir uma mulher sem tocá-la, pode vê-la perfeitamente sem que ela esteja à frente dos seus olhos, e quer saber, pode até amá-la sem que ela se dispa diante dele, através de um simples pensamento!

    O resto é rótulo, e é isso o que precisa ser mudado! Ou será que teremos que criar um movimento sobre a "igualdade de sentimentos"?

    ResponderExcluir
  11. Amei o blog de paixão, to seguindo e vc ta linkada no meu.....

    pra não te perder de vista


    bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá meu querido Fernandez!
    Fico muito feliz que tenha gostado desse post. Vocês homens sabem as respostas que inquietam os corações femininos, essa é uma certeza minha! Muitas mulheres, infelizmente, desconhecem esse sentimentalismo por causa de uma sociedade ou cultura paternalista, que ensina os homens serem duros. Mas sei que na essência, quando querem, demonstram um romantismo belo, tal como o nosso amigo Diego!
    Um grande beijo e muito obrigada por participar.
    Jackie

    ResponderExcluir
  13. Meu amigo e querido Roberto!
    O que mais dizer ou complementar diante de tão belo e profundo pensamento? Só posso mesmo é agradecê-lo por enriquecer, através de sua admirável cultura, um post que fiz justamente tendo em mente homens brilhantes como você acaba de nos comprovar.
    Acho que não será necessário o movimento...rs...Na medida do possível, aos poucos, o homem conseguirá mostrar toda a essência de seus sentimentos. Infelizmente, como bem colocou, é cultural. Tanto o homem foi educado a não demonstrar como as mulheres a não acreditarem nele. Por isso, quando um homem, publicamente (como o Diego faz), não teme em declarar o seu amor, nós mulheres enxergamos que esses conceitos estão cada vez mais indo por terra. O importante mesmo é sermos felizes e amarmos (cada um a sua maneira) com toda a intensidade e beleza que o amor possa oferecer!
    Um super beijo! É uma honra, sempre, tê-lo aqui.
    Jackie

    ResponderExcluir
  14. Olá minha amiga Âme Passionnée!
    Bom, posso imaginar que paixão seja tudo em sua vida! E fico feliz em tê-la aqui. Vou entrar em seu blog para conhecê-la melhor, assim também não a perderei de vista!
    Muito obrigada pelo carinho e fico feliz que tenha gostado do nosso cantinho de rosas...
    Beijos, minha amiga!
    Jackie

    ResponderExcluir
  15. Que estupidez dizerem que os homens não sofrem por amor. Será que, realmente, ainda há pessoas que pensam assim?

    Jac, eu acabei de ler o seu artigo "seis coisas que não sabiam sobre mim", e eu senti uma ligação contigo muito forte (ainda muito antes de ler esse artigo), e agora descobri o porquê: porque tives-te atitudes assim como a minha namorada actual teve comigo. Ela usava e abusava de mim, ela brincava com os meus sentimentos, ela fez-me chorar muitas lágrimas (os homens também choram - isso é um machismo por parte de nós homens dizerem que nunca choram).

    Aguentei firme, sofri muito, a minha alma estava tão ferida que a alegria desaparecera de mim - mas o amor era de tal modo tão forte, que eu sempre vivi na esperança que tudo mudasse, que ela visse que estava errada. Fartei-lhe de tentar abrir os olhos, mas sempre sem sucesso - até que um dia levou um abanão tao grande que ela caiu em si e viu o maior absurdo que estava a cometer comigo.

    Ela não é neste momento a mulher "perfeita", mas mudou muito, e sinto-me feliz por a não ter deixado.

    Falas-te do diego: realmente é um ser sofredor, MAS, não precisavas de ir tão longe - tu mesmo vives-te ao lado do sofrimento de um homem, o sofrimento do teu marido. Tens a maior prova que um homem sofre.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi meu querido!
    Você tem toda a razão! Não precisava mesmo ter ido tão longe...Meu marido foi paciente comigo...chorou muitas vezes, em silêncio e abertamente...por desespero, por amor, por medo...Ele me deu várias novas oportunidades, meu querido e acho que hoje também não se arrepende disso. Como você está agora fazendo com a sua amada. Dê-lhe sim essa chance porque as pessoas mudam, acordam para a vida! Comigo foi assim e posso falar com muita segurança. Eu não cheguei a maltratar o meu marido com palavras, mas o fazia com gestos, com desrespeito aos sentimentos dele...Ele também aguentou firme... Você tem razão! Meu marido merece um post para ele!
    Obrigada por estar aqui compartilhando de minha história! Leio os seus textos e também sinto muita identificação com a sua linha de pensamento e reflexão sobre a vida. Acho que nasceu uma grande amizade, hein?
    Beijos,
    Jackie

    ResponderExcluir
  17. Se merece..... Logo a noite quando ele chegar do trabalho de-lhe mais um beijãoooooooooo de agradecimento... (brinca)

    Se ele decidiu aguentar todos esses sofrimentos, foi porque viu que eras a pessoa que ele mais amava, eras a mãe dos filhos dele (fruto do vosso amor), a mulher com quem quer viver a sua vida até aos fim dos vossos dias... que romantico.... :D

    Fico feliz por te sentires feliz por leres os meus textos e se identificar col eles... vejo que mesmo com uma diferença de idade bemmm grande (em que podias ser minha mãe), nos identificamos bastante =)

    Grandes amigos =)

    beijokas... (não te esqueças do beijo ao marido ;)..lol)

    ResponderExcluir
  18. Amor muito gostoso de ouvir, sentir e compartilhar, porém está em extinção. Já ví mts homens trocarem de mulher como quem troca de roupa sem estar nem aí p/ sentimentos, assim pode se concluir que sentimento masculino é uma lenda (dizem que um dia existiu, hj alguns dizem que acham por ai, todas procuram, mas encontrar que é bom....)

    ResponderExcluir
  19. ual..
    por acaso passei pelo seu blog..
    nunca comento em blogs , mas o seu texto e todos seus dizeres foram lindos
    foi como um remédio que eu estava precisando tomar
    e a parte mais interessante , para mim , é quando vc fala que as mulheres meio que assimilam o amor com o sofrimento , e se formos analisar é assim mesmo
    a maioria foca-se no lado ruim , brigas, desilusoes
    ...
    aquela pessoa que te feriu , que te "abandonou"..
    e as vezes acabamos por esquecer esse lado tao doce
    tao alegre que o amor nos da..
    bom só tenho a dizer que adorei mesmo o seu texto e que faça muito sucesso..
    e por curiosidade vou olhar o blog do rapaz ^^
    ;*

    ResponderExcluir
  20. Olá Tati!
    Muito obrigada, minha querida pela visita e fico muito feliz que tenha gostado do texto! Realmente, o amor não escolhe sexo. Não elege e nem privilegia ninguém. Ele está aí para ser notado e sentido e quem o fizer com os seus verdadeiros sentimentos, terá as recompensas naturais que ele oferece. Agora, quando ele se vai, cabe a cada um saber extrair o melhor que ele ofereceu e partir para novas descobertas. Sem choros ou lamentações...apenas se permitindo amar novamente...
    Grande beijo e muito obrigada pelo carinho!
    Jackie

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!