sexta-feira, 1 de junho de 2012

Os Benefícios da Crise

Em chinês, a palavra crise também representa oportunidade. Há controvérsias quanto a sua composição e não me cabe aqui questionar ou discuti-la. Gostaria apenas de aproveitar esta “oportunidade” e exemplo, para demonstrar que muitas vezes a crise pode, sim, nos abrir portas para as oportunidades...
Enquanto algumas pessoas vivem vorazes e insaciáveis em busca de algo a mais, outras se contentam com o que já está “garantido”. Mesmo sabendo que num mundo desordenado e imprevisível não há garantias, permanecem obedientes às rotinas, estagnadas e até mesmo conformadas... Não quero dizer que estas pessoas não evoluam no sentido da obtenção de novas conquistas, mas sem dúvida, para elas, o processo é mais lento.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Liberdade: Direito ou Escolha?

Este texto é para todos aqueles que, de alguma forma, vivem inseguros e com medo, presos em algum tipo de relacionamento que impede a manifestação e exercício da liberdade.
Lembro que quando era pequena, queria poder fazer tudo o que tivesse vontade... Lembro-me ainda do meu pai dizendo: “liberdade se conquista!”...
Pois bem; após todos esses anos de experiência e inquietações, vou discordar de meu pai. Liberdade não se conquista, ela é um direito nato de todos os seres (humano ou animal) e ninguém tem o direito de limitá-la ou tirá-la  como se fosse peça disponível em tabuleiro, pronta para atender às jogadas dos outros... Do mesmo modo, nós também não temos o direito de comprometê-la ou colocá-la em risco.

domingo, 15 de abril de 2012

Coisas Pequenas não me Importam…

Há algum tempo deixei de me importar com as coisas pequenas... “Picuinhas!”, fico repetindo para mim mesma. Deixei de dar importância exagerada para aquilo que após uma boa noite de sono perde o seu sentido e no dia seguinte se torna tão insignificante que nem conseguimos lembrar onde, como e por que começou... Ainda me incomodo com as caras feias, com o mau humor e as grosserias alheias, mas digo para mim: “Tudo passa e não há nada como um dia após o outro. Amanhã será diferente! Enxergarei diferente!”.

terça-feira, 27 de março de 2012

Mares de Março…

Não gostaria de encerrar este mês sem deixar uma mensagem, mesmo que curta, aqui neste espaço que por muito tempo se tornou o meu refúgio, talvez minha própria fuga, meu lar...
Tenho estado tão ausente desta casa, viajando pelo mundo, descobrindo mares, marés, tempestades e calmarias... Navegando por lugares que me levam e me trazem de volta; ajustando uma bússola que ora me mostra o norte como caminho certo, ora aponta pro sul e me coloca em rota de colisão...
Como escreveu Pessoa: “Navegar é preciso, viver não é preciso...”. E é assim que seguimos: precisos, mas sem precisão alguma... Vivendo o que é preciso, navegando imprecisos... Ou, quem sabe o contrário?
Não sei por onde esse barco me levará e nem em que porto irá atracar.
Continuarei viajando...
E quando a bússola me faltar, olharei para o céu, contarei as estrelas...
Saberei que é hora de voltar pra casa!  A pé… descalça… vestida de mim em mim mesma…
Jackie Freitas
*Imagens retiradas do Google Imagens
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!