domingo, 25 de agosto de 2013

Dançando com o Tempo

As horas passam e eu fico pensando no tempo. Não sei se o perco por não aproveitá-lo melhor ou se, por querer aproveitá-lo, saboreando cada minuto, o deixo passar em vão.
Tento construir ideias, fazer planos e acabo me entregando ao destino. Claro que não renego as minhas responsabilidades e, tampouco cruzo os braços esperando que as coisas simplesmente aconteçam, mas chega um momento da vida em que deixamos de ter tanta pressa e preferimos apenas apreciar a paisagem e ver o que acontece.
Quando nos falam sobre o tempo, principalmente quando somos jovens, não damos importância porque acreditamos que ele seja infinito... Vinícius de Moraes disse em seu inesquecível Soneto de Fidelidade: “que seja infinito enquanto dure...” referindo-se ao amor, mas que pode ser aplicado em nossas vidas como forma de reconhecimento de que os momentos serão sempre passageiros, sobretudo se não compreendermos que todo o segredo está na intensidade com que os vivemos. E, de certa forma, é isso o que tenho tentado fazer; acolher os momentos, vivendo-os com intensidade, sem medos ou culpas!

domingo, 28 de julho de 2013

Vivendo Entre o Sonho e a Realidade

Tenho travado muitas batalhas e, sinceramente, não sei se luto em prol de alguma guerra, senão uma própria, pessoal e que diz respeito unicamente a mim. Tenho tentado mudar ou, pelo menos, partir de um ponto, meticulosamente reavaliado, a fim de concluir coisas que venho me negando a aceitar... Se eu disser que obtive alguma resposta, estarei mentindo; mas, se disser também que não consegui compreender nada, minto igualmente.
O fato é que quanto mais persisto nessa cruzada, mais distante fico dos meus sonhos, mas isso, com o passar do tempo, torna-se constatação de que a realidade está distante de qualquer sonho. Questiono os sonhos... Eles existem, mas às vezes é apenas um lugar seguro onde nos escondemos para atenuar a dor da vida que temos.

sábado, 30 de março de 2013

Medo X Coragem

O medo, muitas vezes, nos impede crescer. Por causa dele, deixamos de buscar oportunidades e conhecer os muitos e diferentes caminhos da vida.
Vivemos na idealizada segurança, mesmo que insatisfeitos, e não nos permitimos olhar além dos muros que o medo constrói em nossa volta. Mas, chega um momento que precisamos avançar e fazer da coragem a nossa principal arma de sobrevivência.
Não acredito que a vida seja complicada... Tenho, cada vez mais, certeza de que a sua simplicidade é que nos desafia a enxergar o obvio e ao mesmo tempo bloqueia a nossa visão, prendendo-nos na comodidade e transformando o medo em barreiras gigantescas para as novas descobertas.

domingo, 3 de março de 2013

Sobre Perdas e Ganhos...

Sofremos perdas por toda a vida. Dolorosas, insignificantes, grandiosas, insubstituíveis, irreversíveis, inesquecíveis... Há perdas por todos os lados e não estamos preparados para lidar com elas!
A cada perda, velhas perguntas ressurgem e questionamos sobre justiça e merecimento com o amargor da impotência e frustração. Lutamos por conquistas e vitórias, planejando uma vida perfeita, onde as perdas não têm espaço. Mas elas existem e nos rondam o tempo todo com a difícil missão de lembrar-nos da importância de vivermos intensamente cada momento de nossas vidas e, acima de tudo, com gratidão pelo que temos.
Infelizmente só valorizamos as conquistas quando as perdemos. Entretanto, a boa notícia é que algumas perdas nos trazem de volta a consciência sobre a grandeza da vida e nos devolvem a visão 360 graus, capaz de nos mostrar tudo e todos que nos cercam...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!