sábado, 15 de outubro de 2011

O Começo para o Recomeço

Dia desses, vi uma chamada na TV que dizia: “Quando pensamos que a vida chegou ao fim, ela está apenas recomeçando...” E é assim que começarei a minha chamada para o resgate da autoestima, do amor e da vida!
Não existe vida sem problemas, sofrimentos ou tristezas... Talvez para nós, eternos descontentes e insatisfeitos, se ela fosse composta apenas de momentos suaves e tranquilos; exigiríamos dela ação e movimento, desafios e riscos. E é isso que ela, na sua complexidade, nos oferece diariamente. Nem todos estão preparados para enxergar a sua face dura e transpor as inúmeras barreiras que surgem. Cada um reage conforme a capacidade própria de enfrentar ou fugir dos problemas. Fuga, com certeza, não é uma boa opção!
Podemos estar em qualquer lugar do planeta que muitos de nossos problemas nos acompanharão. Isso porque boa parte deles está dentro de nós, desafiando-nos e cobrando soluções para que provemos o nosso crescimento e aprendizado naturais da vida.
Qualquer tipo de vício é uma forma de alimentarmos essa fuga! Inicialmente ela acontece para oferecer-nos algum tipo de conforto ou desculpa. Com o passar do tempo, esse conforto nos deixa “confortavelmente” alienados e isentos dos próprios problemas e os mesmos são repassados àqueles que amamos e que nos amam. Na verdade, nos tornamos o problema!
Lutas são travadas, lágrimas derramadas, noites de sono perdidas e preces intermináveis se tornam rotina na vida daqueles que sofrem e convivem com esse drama. De um lado o viciado; consciente, porém enfraquecido diante de seu vício e, do outro, os entes queridos e amigos, doando todo o amor e esperanças possíveis para resgatarem alguém que amam desse mundo tão tenebroso.
Sempre digo que o princípio de cura para um viciado só acontece quando o próprio se reconhece doente e precisando de ajuda! Isso quer dizer que esse tipo de cura acontece de dentro para fora, através da consciência! E não é nada fácil, eu sei! O amor e apoio daqueles que nos cercam são fundamentais para que esse caminho doloroso seja revertido e superado. Não há cura sem amor e não há, também, cura sem vontade e força para que esse obstáculo seja vencido! Lembremos que quem comanda a própria vida somos nós e o vício é apenas um parasita que se instala em nossa alma e nos faz perder o rumo. Mas sabemos o caminho de casa... Talvez estejamos apenas sem forças para chegar lá! O vício jamais pode nos dominar, tornando-se maior do que nós! Somos grandiosos e temos poder para eliminá-lo! Nunca é tarde para esse despertar! A vida nos oferece oportunidades e exemplos a todo instante e só precisamos estar atentos e receptivos para que as mudanças nos tirem do ponto em que estamos e nos levem para outro melhor! É preciso coragem e determinação para dar esse passo, mas ele é possível!
Chico Xavier, em uma de suas célebres e sábias mensagens, disse: “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.” Eu acredito nisso e tenho certeza que a hora para o recomeço depende apenas de nós! Aos viciados e aos que convivem com eles, digo: apóiem-se mutuamente! Doem o máximo de amor, tenham paciência porque o processo é lento e o caminho muito longo; porém, no final de tudo, a bênção do resgate de uma vida, fará com que tudo tenha um significado maior e gratificante. Não há caminho sem volta, há apenas desistências no meio dele. Então, não desistam de si e nem da vida; desistam do vício que os impede de viver! Amigos e parentes: não desistam de quem amam! Acreditem no amor como o maior sentimento transformador da vida. Ele promove o bem e resgata vidas!
Como escrevi no início, “Quando pensamos que a vida chegou ao fim, ela está apenas recomeçando...” E é essa a minha chamada para o seu recomeço!
Acreditem, já vivi no inferno do vício e saí dele com muita dignidade, cercada de amor e braços que me acolheram no momento de restauração da minha alma! Sou uma pessoa feliz e retribuo em felicidade aos que me deram esse voto de confiança e apoio! Em agradecimento diário, ofereço-lhes meu melhor sorriso e todo o amor que há no meu coração.
Meu nome é Jackie Freitas e por hoje estou curada! Cada dia é um passo que dou com amor à minha vida e na direção daqueles que amo! Tenho muito a aprender ainda, mas com paciência e humildade, peço todos os dias serenidade para que eu consiga “... aceitar as coisas que não posso modificar; coragem para modificar aquelas que posso e sabedoria para conhecer a diferença entre elas...” (Oração da Serenidade).
Vivam um dia por vez e façam dessa luta, uma aliança consigo e com Deus! Esse é o recomeço... e não o fim!
Jackie Freitas
*Imagens retiradas do Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!