sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Até Logo...

Ao meu amigo Marcelo Parrillo

Faz muito tempo que não conversamos. A última vez que nos vimos trocamos rapidamente um olhar com a promessa de que nos veríamos de novo e que tudo ficaria bem novamente. Mas não nos vimos mais... Não nos falamos e nada ficou bem...
Hoje penso que deveria ter voltado naquele dia. Voltado atrás e superado minha teimosia, birra e ranhetice; sentado e conversado ou, pelo menos, perguntado como você estava. Deveria ter agido da forma correta com que os amigos agem uns com os outros... Mas não fiz e simplesmente fui embora...
Hoje, quem partiu foi você! E desta vez não terei a chance de reencontrá-lo com aquele sorriso no olhar. Nem sequer terei a chance de pedir perdão por não ter sido a amiga que você precisava e esperava que eu fosse. Hoje você partiu e tudo o que ficou foram as lembranças das muitas gargalhadas que demos juntos. Ficou a dor de não ter te dito que enquanto humanos erramos de todas as formas, mas que nenhum erro deve superar a aliança da amizade. Sinto-me fracassada por ter desperdiçado essa oportunidade...

Agora é tarde demais e só penso em algo que sempre escrevi, mas que não pratiquei com você... que a vida é passageira e que cada momento é importante para dizermos às pessoas, principalmente àquelas que queremos bem, o quanto são importantes para nós. Que nunca devemos esperar para amanhã o que podemos dizer hoje... Pequenos gestos, poucas palavras ou um simples sorriso; mas que simbolizem e representem o verdadeiro carinho que sentimos. Apenas um pouco de gentileza, pois não sabemos se haverá outra oportunidade para demonstrarmos o quanto estimamos aquilo que conquistamos: a amizade!
Perdão meu amigo por não ter-lhe dito quando pude que estava tudo bem! Sabe aquele abraço que recebemos com um leve toque nas costas e o sussurro “pronto, passou... passou”? Pois era isso que eu deveria ter feito e dito...  Quando comecei a escrever essa carta, uma pergunta não saía da minha cabeça: “o que as pessoas deixam de melhor em nós?”. Então, quero responder que o que ficou de você em mim e sempre permanecerá em meu coração e nas minhas lembranças será o seu lindo e largo sorriso... Você deixou muitas coisas boas, sem dúvida alguma, mas o seu sorriso... ahhh... o sorriso será inesquecível!
E é assim que vejo você em sua partida: sorrindo (sempre!), um pequeno aceno e a promessa do “até logo”!
Descanse em paz, meu amigo... Espalhe seu sorriso e anuncie a sua chegada, onde quer que você esteja, com aquela sonora gargalhada que só você sabe dar...
A gente se vê...


Jackie Freitas

Um comentário:

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!