domingo, 29 de agosto de 2010

O Sexo Vai Muito Bem, Obrigada!

  O mundo anda curioso, ou melhor, as pessoas são curiosas. Falar de amor não basta! Não tem tempero se não tiver a boa dose de sexo. Tenho recebido algumas perguntas e entre elas, quase sempre, sobre o sexo. Não para tirarem dúvidas (afinal nem sexóloga eu sou), mas para questionarem o porquê de eu nunca escrever sobre sexo! OK, para os curiosos de plantão, vamos lá!
O sexo pode ser “falado” de várias formas: como necessidade fisiológica, satisfação que leva ao prazer (nem sempre), meio de reprodução ou simplesmente como consumação de um sentimento; aí cabe a cada um “traduzir” e definir os seus motivos.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Novas Perspectivas

Você pode buscar conforto nas palavras de um amigo, de um ente querido, refúgio nas escrituras sagradas ou apenas contemplar a beleza majestosa da natureza. Você pode tudo o que quiser, desde que acredite e tenha fé que as suas incertezas encontrarão respostas naquilo que há de mais belo dentro do seu ser. Pode também encontrar somente pontos negativos, se assim a sua alma estiver vestida.
Não importa o que digam sobre você, a sua verdade tem que ser a sua maior crença e te guiar para onde você deseja. Muitos desistem no meio do caminho e paralisam-se diante do mistério da vida. Temem em avançar e fazerem descobertas indesejadas, porém não são capazes de pensar que do mesmo modo, podem fazer as melhores e mais valiosas descobertas acerca de si.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Não Crie Expectativas, Viva a Sua Vida!

Acho que o grande erro das pessoas é criar expectativas que estão além do real e possível. Falo de relacionamentos de um modo geral. Quando analisamos os desentendimentos, as frustrações e decepções; percebemos que boa parte está ligada de alguma forma às expectativas criadas com relação ao que os outros podem oferecer.
Uma das coisas mais difíceis que vejo é a consciência da individualidade. Somos seres individuais, não tem jeito! Somamos experiências apenas, mas antes de tudo vivemos coletando informações, cuidando de nossa matéria e espírito, enriquecendo (ou tentando) o nosso ser. É dessa forma que contribuímos quando podemos somar. É assim que acrescentamos nos relacionamentos. Seria injusto achar que os outros estão em busca dos mesmos objetivos que nós! Talvez o egoísmo surja dessa

sábado, 21 de agosto de 2010

Você Sabe Dizer Não?

Conheço algumas pessoas que não sabem dizer não. Acham que essa palavra mais do que uma recusa soa como ofensa! Muitas vezes acabam se prejudicando por não saberem negar uma invasão que, se não controlada, acontece gradualmente.
Sempre dizemos aqui em casa que “as pessoas são o que permitimos que elas sejam” e do mesmo modo, somos nós quem concedemos espaço para que nos invadam e assumam comando em nossa vida. Impor limites é fundamental para que cada um respeite a privacidade e individualidade. Limites aos outros e a nós também! Uma das primeiras palavras que aprendemos é o “não”! Desde cedo, muito mais do que recusa, o “não” nos é colocado como delimitador, como proteção e cuidados. À medida que crescemos, começamos a distinguir o peso da negativa e nem sempre a usamos da maneira correta.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!