domingo, 3 de março de 2013

Sobre Perdas e Ganhos...

Sofremos perdas por toda a vida. Dolorosas, insignificantes, grandiosas, insubstituíveis, irreversíveis, inesquecíveis... Há perdas por todos os lados e não estamos preparados para lidar com elas!
A cada perda, velhas perguntas ressurgem e questionamos sobre justiça e merecimento com o amargor da impotência e frustração. Lutamos por conquistas e vitórias, planejando uma vida perfeita, onde as perdas não têm espaço. Mas elas existem e nos rondam o tempo todo com a difícil missão de lembrar-nos da importância de vivermos intensamente cada momento de nossas vidas e, acima de tudo, com gratidão pelo que temos.
Infelizmente só valorizamos as conquistas quando as perdemos. Entretanto, a boa notícia é que algumas perdas nos trazem de volta a consciência sobre a grandeza da vida e nos devolvem a visão 360 graus, capaz de nos mostrar tudo e todos que nos cercam...

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

De Algum Modo…

De algum modo, por pior que estejamos, sobrevivemos...
De algum modo, criamos forças e atravessamos nossas crises; as vencemos, tornamo-las lembranças e criamos referências...
De algum modo, uma força inexplicável toma conta de nós e faz com andemos com os olhos em linha reta, vislumbrando um horizonte de esperança. Não abaixamos nossas cabeças para olhar o chão que pisamos... Apenas seguimos em frente...
De algum modo a vida se encarrega de acertar as arestas e nos colocar onde devemos estar... Nestes momentos, mesmo cegos, somos simplesmente guiados...
De algum modo, o passado passa... As lembranças não causam mais sofrimentos e até nos trazem algum alento...
De algum modo transformamos as cinzas e nos reconstruímos, porque precisamos continuar... Mais fortes e crentes de que algo maior (e melhor) nos fora reservado.
Talvez não precisemos de explicações para tudo, porque simplesmente não há! Precisamos, sim, de serenidade e humildade para compreender de que o pouco que sabemos já nos é suficiente para prosseguir...
De algum modo, um dia, todos nós viraremos cinzas, pó, grão ou que for...
As palavras se tornam desnecessárias... As silenciosas preces bastam!
Jackie Freitas
O que não provoca minha morte faz com que eu fique mais forte.

*Imagens retiradas do Google Imagens

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Apenas o Suficiente…

OK, mais um final de ano... Hora de fazer balanços, checar os saldos (positivos e negativos), rever as metas, replanejar, reprogramar... Hora de despertar a esperança e a fé, fazer promessas a si e aos outros...
No fundo nada mudou. Não se iludam! Tudo continua exatamente como antes; entretanto, somos capazes de promover as nossas próprias mudanças e é aí que nasce o verdadeiro significado do Ano Novo. Aproveitem este momento de profunda reflexão para redirecionarem os seus passos. Vençam o orgulho e aprendam através da humildade. Comemorem com entusiasmo o que deu certo e assumam, acima de tudo, o que deu errado. Esta é uma boa estratégia para recomeçar. Não pensem que o “Ano Novo” mudará as suas vidas se vocês não forem capazes de reconhecerem as suas fraquezas e falhas. E querem saber? Tudo bem, vocês não precisam carregar o peso do fracasso.

domingo, 16 de dezembro de 2012

500 Palavras

Gostaria de falar do amor com propriedade! Gostaria de encontrar uma só frase que o definisse com exatidão...
Dizem que o amor é simples... E amar? Simples na teoria, mas que na prática exige olhares e percepções diferentes, interpretações sem confusões, mais atitudes e menos definições...
Posso dizer que sou afortunada, pois minhas buscas pelo amor nunca me levaram à exaustão. Aliás, posso afirmar que nunca encontrei o amor... Ele quem sempre me encontrou! Sou abençoada em todos os sentidos e é por isso que, de vez em quando, faço questão de vir aqui e publicar a minha gratidão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!