quinta-feira, 15 de abril de 2010

A Riqueza da Informação

Tenho feito muitas pesquisas, exercitado ao máximo o hábito da leitura. Manter um blog atualizado, com temas pertinentes e, acima de tudo que cumpra com a sua proposta é uma árdua, porém gratificante tarefa. Aprendo diariamente e isso tem me fascinado.
Entre tantas coisas que leio, vejo comentários de pessoas que “atuam no ramo” há muito tempo, e as mesmas condenam postagens em blog que sejam “chupadas” de outros. Apesar de ser novata no ramo, gostaria de deixar registrada a minha opinião sobre o assunto.
Acho que tudo aquilo que agrega em nossa vida, deve ser de conhecimento público e, se possível, compartilhado. Infelizmente o acesso às informações (ainda) é limitado a muitas pessoas. Nem todos possuem as mesmas ferramentas ou descobrem os mesmo caminhos para obterem certos conhecimentos que algumas pessoas têm.
Qual é o objetivo da internet? Aproximar culturas, eliminar fronteiras, globalizar informações. Sob esse aspecto, não seria justo condenar e não permitir que os outros divulguem, passem adiante o que leram, gostaram e acharam de alguma forma, útil aos demais. Concordo que é abominável a apropriação indevida. Aí é outra história... Pessoas que “escrevem” conteúdos dos outros e assinam como autoras dos mesmos, isso sim é condenável.
Como tenho lido muito e visto o universo poderoso que é a internet, tanto das coisas boas quanto das ruins, acho bacana reproduzir o que, na minha modesta opinião, é útil dentro do contexto temático do meu blog. Nunca assumo autoria daquilo que não escrevi, ao contrário, acho correto citar os autores quando o que eu publicar, não for trabalho meu.
A proposta do meu blog é trasmitir conteúdos que ajudem principalmente as mulheres (meu público alvo). Claro que há muitos sites, blogs e outros canais que fazem o mesmo, porém, o acesso a todos eles é complicado, uma vez que temos milhares de sites disponíveis. Uma busca simples no Google mostra infindáveis páginas sobre os mesmos temas.
Se puder, através dos meus seguidores e leitores, colaborar na divulgação e no enriquecimento do conhecimento, farei com o maior prazer várias citações e reproduções.
Toda essa “introdução” (rs) foi para, primeiro, me defender previamente contra qualquer tipo de comentário maldoso referente a esse assunto e, segundo, para mostrar o quanto essa troca de informações a qual estou defendendo aqui, é saudável e didática.
Esses dias uma pessoa conhecida me enviou um e-mail com um “poema” dizendo ser de Fernando Pessoa. Como, de fato, ele é muito bonito e eu, além de admiradora de Pessoa, gosto muito de poemas e poesias, decidi que iria “compartilhá-lo com vocês. Porém, como ia citar a autoria de Pessoa, resolvi pesquisar  a qual de suas obras ele pertencia, pois leio muitas coisas dele e não me recordava de tê-lo visto em lugar algum. Fiz várias buscas e, realmente, muitos o publicam como sendo de Pessoa, quando na verdade trata-se da citação de uma belíssima obra de um psiquiatra brasileiro! Informação confirmada, inclusive, pela própria Casa Fernando Pessoa, que gere o espólio do escritor. Se sairmos por aí acreditando em tudo o que vemos e ouvimos podemos cometer desastres como esse que eu mesma cometeria, caso não tivesse tido a preocupação e o cuidado em verificar a procedência correta do “poema”.
O maravilhoso foi que, além de aprender algo mais, tive a oportunidade de conhecer o livro do psiquiatra que, tenho certeza, vocês irão adorar. Obviamente, para quem não puder comprar o livro e quiser ler alguns trechos aqui,ficarei muito feliz, pois na medida do possível, incluirei em minhas publicações. Claro que dando SEMPRE o devido crédito ao autor.
Aguardem!

Jackie Freitas

5 comentários:

  1. Acho que o seu raciocínio está correto, Jackie!

    Não vejo nenhum problema em compartilhar textos de outros blogueiros, desde que, como você frisa, seus autores sejam identificados.

    Você disse muito bem que "manter um blog atualizado, com temas pertinentes e, acima de tudo que cumpra com a sua proposta é uma árdua", e esteja certa, muitos desistem pelo caminho!

    Por isso, a título de colaboração, quando você precisar de alguma orientação técnica, vá até o FERRAMENTASBLOG - http://www.ferramentasblog.com/ - do Marcos Lemos. Ele sabe tudo e mais um pouco, e tenho certeza, vai te ajudar muito.

    Voltando ao compartilhamento dos textos, quando lhe interessar, as postagens do "DANDO PITACOS" estão à sua disposição!

    ResponderExcluir
  2. Olá Bob!
    Fico muito feliz mesmo que você compartilhe comigo esta opinião, afinal qual seria o nosso maior objetivo senão o de expandir ao máximo a propagação da informação, não é? Não podemos deixar que o "ego" esteja em primeiro plano. Vamos, sim, nos unir e não permitir pessoas que assumem autorias indevidamente. Estamos juntos nessa! Obrigada por sua valiosa observação.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Oi amiga Jackie, acredito não haver nenhum problema em compartilhar textos de outros autores e blog, mas desde que dé aos autores seus creditos. Acredito que para alguns blogueiros e autor é gratificante ver seus trabalhos ajudando tantas outras pessoas. Mas infelizmente temos que conviver com pessoas que não sabem respeitar o direito é do outro. Muito bom seu texto, uma bela tarde

    ResponderExcluir
  4. Irismar, minha linda!
    Sem dúvida alguma os autores sentem-se gratificados e lisonjeados por terem um texto deles publicado. O intuito, a meu ver, é que possamos cada vez mais propagar as boas palavras, levando não apenas conhecimentos referentes ao mundo, mas pessoal também. O grande problema que vejo, amiga, está nas pessoas que não apenas copiam sem darem os devidos créditos, como também se apropriam de sentimentos e histórias que não lhes pertencem! Isso é muita desonestidade!
    Fiquei feliz em ver que você leu um texto meu antigo...rsrs...digamos assim... Que legal!
    Grande beijo e muito obrigada pelo comentário e presença carinhosa,
    Jackie

    ResponderExcluir
  5. Qual é o objetivo da internet? Aproximar culturas, eliminar fronteiras, globalizar informações. Sob esse aspecto, não seria justo condenar e não permitir que os outros divulguem, passem adiante o que leram, gostaram e acharam de alguma forma, útil aos demais. Concordo que é abominável a apropriação indevida. Aí é outra história... Pessoas que “escrevem” conteúdos dos outros e assinam como autoras dos mesmos, isso sim é condenável.
    (Jackie Freitas)

    Amor, saúde, paz e bem! Help ...

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!