sexta-feira, 28 de maio de 2010

Aqui se Faz… Aqui se Paga!

Qual é a nossa verdadeira concepção de justiça e quando sabemos aplicá-la?
Pelas leis dos homens, a justiça é o princípio moral que exige conduta justa, com respeito ao direito e à igualdade entre as pessoas. Pelas leis de Deus, ela vem mediante a fé em Cristo para todos os que crêem. Além disso, ela é oferecida para todos porque todos têm necessidade dela (Romanos 3:21-26).
Onde essas duas leis se encontram e fazem prevalecer a verdadeira justiça em nossa vida?
Tenho visto muitas pessoas sofrerem os mais variados tipos de injustiça. Pessoas de boa fé, que agem dentro de seus princípios, lutando por uma vida digna, honesta e pelo  direito de viver em paz.
Por outro lado, encontramos pessoas que simplesmente ignoram que o mundo foi feito para todos e que o direito de viver (com dignidade) não é privilégio para poucos. Pelo menos não deveria.

Sofremos constantemente por estarmos sob o jugo dos que agem inversamente a essas leis, que renunciam a bondade e deixam um imaginário “poder” subir-lhes à cabeça.
Nesta hora em qual das leis nos apegamos? Acreditar que o mundo é justo é uma grande ilusão e não tardamos em ver, decepcionados, que tais leis nem sempre são para todos. Tão pouco os direitos! Essa balança está desregulada, pende mais para um lado do que para o outro! Se tudo está perdido, até que ponto vale ser justo e correto?
Digo por mim que não há nada melhor no mundo do que poder deitar a cabeça no travesseiro e dormir em paz, com a consciência tranqüila e ciente de que se viveu por mais um dia sem prejudicar ninguém. Que o tão suado “pão nosso de cada dia” fora ganho com trabalho árduo, mas honesto. As leis dos homens são falhas, é certo, mas as leis de uma pessoa honesta são reconhecidas em qualquer mundo, seja ele o de Deus ou o dos homens. A lei que existe dentro de uma pessoa de bom caráter é universal. Não importa quantos tentem te prejudicar, a sua consciência é o seu melhor juiz. Dentro de cada ser existe o discernimento do certo e o errado, portanto todas as leis estão compiladas e claras para serem aplicadas a qualquer momento. Quando não as enxergamos, permitimos que sentimentos piores cresçam. São eles que anulam todo e qualquer direito à justiça e que nos levam a caminhos sem volta.
Acredite nas leis, mas mais do que nelas, acredite em você e no seu poder de praticar o bem. Os atos alheios, por mais desumanos que pareçam, serão julgados em seu devido tempo. A própria vida se encarrega disso aplicando a lei que for mais conveniente. O velho ditado: “aqui se faz e aqui se paga” tem muito mais força quando reconhecemos que não temos o poder de julgar e nem de condenar ninguém. Desejar a vingança e alimentar o ódio dentro de nós, só nos enfraquece.
Viver é fácil, mas conviver é difícil! Na vida sempre existirão os justos e os injustos, portanto lembre-se de que tudo, inclusive a própria lei, depende da ótica de quem reclama.
As pessoas que querem nos prejudicar estarão sempre à espreita, esperando uma única oportunidade de ataque. Usemos como escudo o bom caráter e a bondade. A justiça pode até tardar, mas não há de falhar!


Jackie Freitas

*Imagens retiradas do Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!