quarta-feira, 2 de março de 2011

Medidas Extremas

Hoje acordei com vontade de “chutar o balde”! É!!! Rebelar-me comigo mesmo, desafiar o previsível, libertar-me do convencional...
Resolvi me dar ao luxo de não seguir receitas, obedecer a regras... O papo agora é entre mim e a minha vida!
Quero poder errar sem culpas e medos, sem ter a obrigação das desculpas ou satisfações! Poder exercitar o que há de mais característico em minha condição humana: o erro! Entretanto, ainda quero poder aprender com os erros, mas sem carregá-los como culpa ou falhas de caráter... Sou apenas humana, graças a Deus! E que alívio poder acordar e saber que tenho a liberdade para decidir os meus caminhos, fazer minhas escolhas e buscar o meu melhor.
Talvez o que eu quero para mim não seja comum aos outros e soe-lhes até estranho, mas, quer saber? Não me importa! Sou livre, sou dona de mim mesma, meu mestre e guia! Cansei de rótulos! Nem boazinha e nem ruinzinha... Sou o intermediário dessas duas coisas... Não o extremo delas! Não tenho qualquer obrigação com os outros... Apenas comigo, pois é comigo que convivo no silêncio dos meus pecados, é comigo que compartilho os meus maiores receios, é em mim que celebro as alegrias e expectativas do inesperado!
Não quero mais a obrigação de ser feliz para ser copiada ou invejada! Quero poder curtir um pouco a dor das minhas quedas, sendo infeliz de vez em quando, buscando minhas razões para mudar o meu estado quantas vezes achar necessário.
Quero, sim, poder contribuir com um mundo melhor! Essa condição ainda permanece, mas quero fazer do meu modo, sem obrigar-me a seguir rebanhos, sem a pretensão de ser o que eu não tenho condições de ser... Não quero cobranças externas! Deixe que eu mesma as faça e as resolva comigo!
Carregar o fardo de uma perfeição que não existe só atrasa a própria evolução, pois acabamos ficando presos em algo imaginário, ditado convencionalmente para moldarmos um ser manipulável. E não sou nada manipulável! Nado contra a maré assumindo os riscos do meu afogamento, mas e daí? Quem deve se importar com isso não sou eu mesma? Não quero olhares tortos, rostos virados... Vou seguir o meu caminho do mesmo jeito! Se alguém quiser me dar um sorriso de carinho, aceitarei de bom grado, mas se não o tiver, sorrirei eu, do meu modo!
Sei que as exigências são muitas e para se viver num mundo cheio de regras é preciso ter muita personalidade. E eu tenho! Não preciso que me emprestem vestimentas e nem máscaras...  Quero estar livre dos julgamentos externos e, principalmente, da condição de réu que eu permito que me imponham.
De vez em quando precisamos de algumas medidas extremas para resgatar a essência que nos resta. Não podemos viver a vida pelos outros, então temos que fazer o melhor que pudermos com a nossa! E é através do autoconhecimento e reconhecimento dos próprios valores que descobrimos que podemos (e devemos) ser diferentes uns dos outros! Nosso espírito tem que estar livre para alcançar novas escalas... Precisa estar comprometido com o ser que o abriga e não com aqueles que nos julgam constantemente, estando nós certos ou errados... Aliás, o que ou quem determina o certo e errado em nossa vida? Somos nós... sempre será! Se o julgamento alheio interferir, tornamo-nos escravos da hipocrisia, afinal quem não é humano o bastante para errar? Vamos decretar liberdade para o nosso ser, pensar, sentir e agir... E façamos isso em comprometimento próprio e não com a obrigação da satisfação a ser dada aos outros. Se não tivermos paz interior, tudo ao redor parecerá inferno... 
Encerro com o trecho de uma música que retrata o estado do meu espírito agora:
“... Sintonize sua vibração
Não há tempo pra viver em vão
E não pense mais em desistir
Existe um mundo que só quer te ver sorrir
Não chora
A nossa vida é feita mesmo para se aprender
E agora
É hora de tentar se libertar não vai doer
Deixe a energia do som te levar
A ‘vibe’ positiva solta pelo ar
Quem sente com a alma
É capaz de amar
Tá sempre livre pra cantar...”
Jackie Freitas
*Imagens retiradas do Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!