sábado, 10 de abril de 2010

Fórmula Certa

Li esse poema e o achei tão real e intenso, que decidi publicá-lo aqui; afinal temos que compartilhar as coisas belas. Não sei o nome do autor, mas certamente é uma pessoa de muita sensibilidade. Traduz com muita fidelidade as situações pelas quais passamos nessa vida!
Boa leitura, amigas Fênix! Apreciem (sem qualquer moderação)!

Já escondi um amor com medo de perdê-lo,
Já perdi um amor por escondê-lo...
Já segurei nas mãos de alguém por estar com medo,
Já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida,
Já me arrependi por isso...
Já passei noites chorando até pegar no sono,

Já fui dormir tão feliz,
Ao ponto de nem conseguir fechar os olhos...
Já acreditei em amores perfeitos,

Já descobri que eles não existem...

Já amei pessoas que me decepcionaram,
Já decepcionei pessoas que me amaram...

Já passei horas em frente do espelho, tentando descobrir quem sou.
Já tive tanta certeza de mim,
Ao ponto de querer sumir...
Já menti e me arrependi depois,
Já falei a verdade... E também me arrependi...
Já fingi não dar importância a pessoas que amava,
Para mais tarde chorar quieta em meu canto...
Já sorri chorando lágrimas de tristeza,
Já chorei de tanto rir...
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena,
Já deixei de acreditar nas que realmente valiam...
Já tive crises de riso quando não podia...

Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse...
Já gritei quando deveria calar,
Já calei quando deveria gritar...
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns,
Outras vezes falei o que não pensava para magoar outros...
Já fingi ser o que não sou para agradar uns,
Já fingi ser o que não sou para desagradar outros...
Já contei piadas e mais piadas sem graça,
Apenas para ver um amigo mais feliz...
Já inventei histórias de final feliz para dar esperança a quem precisava...
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade...
Já tive medo do escuro,
Hoje no escuro "me acho... me agacho ...fico ali"...
Já caí inúmeras vezes achando que não iria me reerguer,
Já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais...

Já liguei para quem não queria, apenas para não ligar para quem realmente queria...
Já corri atrás de um carro, por ele levar alguém que eu amava embora.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram;
Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada
E sempre foram e serão especiais para mim...”

Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre... Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!... Não me façam ser o que eu não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!...
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão... Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre!

(Clarice Lispector)

22 comentários:

  1. Amiga Jackie, esse poema retrata as nossas vidas, pois tenho a certeza que qualquer de nós já passamos por algumas dessas citações. Uma realidade, uma verdade, um lindo e emocionante poema. Parabéns pela postagem. Abraços. Roniel.

    ResponderExcluir
  2. Olá, meu amigo!
    Que prazer tê-lo aqui! Pois é...quando li pela primeira vez, foi como se eu mesma já tivesse dito isso várias vezes!
    Obrigada por seu carinho e pela presença em meu blog!
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir
  3. Jackie flor,amo este poema ,ele é muito verdadeiro,acho que não existe uma pessoa que já não tenha vivido um acontecimento deste texto. A Clarice Lispector é maravilhosa,que bom flor recordar este poema neste blog lindo.Bjus meu anjo

    ResponderExcluir
  4. É Isso ai a poesia me transmitiu uma mensagem que a vida é como ela é, tem horar que perdemos o controle das nossas emoções,
    obrigado pela indicação,
    abraços do amigo,
    MARIVAN

    ResponderExcluir
  5. Oi minha linda!
    Bom te ver aqui! Mas, você é mestre em poemas...fico muito lisonjeada por ter uma escritora do seu nível comentando em meu blog! Você o enriquece sempre com a sua presença!
    Muito obrigada!
    Beijos, beijos
    Jackie

    ResponderExcluir
  6. Olá Marivan!
    Obrigado por ter passado aqui e deixado o seu comentário! Acho que o melhor dos poemas e poesias é a realidade com que ela expressa as coisas mais simples e tão pouco percebidas no nosso cotidiano.
    Gostei muito por ver você aqui!
    Grande a carinhoso abraço!
    Jackie

    ResponderExcluir
  7. Jackie,

    Parabéns muito lindo poema, uma bela indicação, gostei muito.

    Um enorme beijo!

    Thales

    ResponderExcluir
  8. Oi meu amigo Thales!
    Obrigada por sua visita e carinho... Bom quando lemos algo que gostamos e melhor ainda é ter a sensibilidade de identificar o que toca o coração das pessoas, principalmente amigos como você!
    Grande beijo!
    Jackie

    ResponderExcluir
  9. OI, Jackie, eu fiz um poema muito parecido com este, mas com um toque bem diferente.
    Oportunamente irei postá-lo. A verdade é que conhecemos muito pouco das pessoas e quase nada de nós mesmos. "Conheça-se a si mesmo" (Santo Agostinho).
    Um abraço.
    João

    ResponderExcluir
  10. Oi João!
    Que bom vê-lo aqui! Assim que publicar o seu, me avisa. Tenho certeza de que será maravilhoso como tudo o que escreve! Eu, só tenho a aprender com mentes e talentos como você!
    Grande abraço e muito obrigada pelo carinho!
    Jackie

    ResponderExcluir
  11. Olá querida amiga Jackie,

    Parabéns pelo maravilhoso texto que publicou.

    A vida é assim mesmo. Muitas vezes fazemos algo que não precisaríamos ter feito ou deixamos de fazer quando necessitávamos ir em frente.

    Não há uma fórmula certa a seguir. Seguimos então, a nossa consciência.

    Beijo no seu coraçao.
    CArinhoso e fraterno abraço,
    Lilian

    ResponderExcluir
  12. Olá minha amiga querida!
    Para mim é uma honra ler tão sábias palavras. Fico feliz, de verdade, por sentir o seu carinho. Não tenho a sua sabedoria, mas estou me esforçando para ser uma boa discípula...Enquanto isso, pego carona nessas reflexões maravilhosas que leio no meu blog, através de seus comentários, e no seu, com as maravilhosas publicações que você faz!
    Um grande e carinhoso beijo, cheio de admiração!
    Jackie

    ResponderExcluir
  13. Nossa , muito lindo !
    Jakie eu adoro Clarice Lispector .

    ResponderExcluir
  14. Olá meu querido amigo!
    Ela é a minha preferida! Tem tanta sabedoria em suas palavras! E ela escreve de forma tão natural e verdadeira que é impossível não nos identificarmos, não é?
    Grande e carinhoso beijo, meu amigo!
    Jackie

    ResponderExcluir
  15. Um retrato da inconstância que são os sentimentos das pessoas.

    ResponderExcluir
  16. Olá meu querido JB! Bom te ver por aqui.
    Até respeito a inconstância dos sentimentos, desde que eles não machuquem os outros propositalmente. Diria,até, que mais do que inconstância, vemos uma constante batalha entre o certo e o errado, o bem e o mal, amor e ódio...Mas, no final, somos tudo isso, ao mesmo tempo, no mesmo corpo.
    Obrigada por comentar aqui no meu blog!
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir
  17. curti de montão esse poema. agora a única fórmula que eu precisava, era para salvar meu humilde reino.
    :(

    ResponderExcluir
  18. Olá amiga Jackie!
    Adorei o poema querida. Em especial o trecho "Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada, e sempre foram e serão especiais para mim.".
    Realmente pessoas especiais não nos chamam, elas surgem quando precisamos. ;-)
    Beijo no coração, Fernandez.

    ResponderExcluir
  19. Oi meu amigo!
    Pois é, essa parte também me chama muito a atenção porque eu mesma tive essa experiência algumas vezes e aprendi que o verdadeiro amigo não precisamos chamar nunca! Ele sempre está por perto nas horas boas e difíceis...amigos como você, que não precisa nem de um rosto (sentido figurado, claro) para chamarmos de AMIGO!
    Muito obrigada por sua presença e carinho em meus posts, viu?
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir
  20. O poema é realmente lindo. É o retrato fiel da existência de cada ser humano, exceptuando-se, claro, uma ou outra situação de acordo com esse ou aquele personagem.

    Gostei muito dessa passagem:

    "Já acreditei em amores perfeitos,
    Já descobri que eles não existem...

    Já amei pessoas que me decepcionaram,
    Já decepcionei pessoas que me amaram...

    Se pudéssemos voltar no tempo...

    ResponderExcluir
  21. Lindo poema Jackie...
    "Já caí inúmeras vezes achando que não iria me reerguer,
    Já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais..."
    Minha vida tem resumido-se a isto: um constante reerguer-se.
    Abração, parabéns pelas postagens...

    ResponderExcluir
  22. AH que lindo alguém apaixonada pelas palavras de amor como eu não poderia deixar de postar!! Muito lindo esse poema e nessas lindas palavras me exponho e digo!!
    Tão lindas são as palavras ditas
    Mas ditas direto do coração
    Serão sinceras
    Vindas de um amor puro
    E de um sentimento jamais sentido
    Sendo assim será perfeito
    E maior luz de minha inspiração
    Esse grande amor
    No meu coração!!

    Parabéns pelo post!!

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!