quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ladies and Gentlemen

Quem tolera um desaforo? Já dizem que “quem fala o que quer, ouve o que não quer”.
Calar-se diante de ofensas, principalmente quando elas partem para o campo pessoal, nem sempre está sob o nosso controle. Confesso que eu mesma, dificilmente, consigo me manter calada.
Há duas formas de se partir para a ignorância: uma é literalmente ignorando, sem dar “IBOPE” ao veneno destilado por quem quer que seja; e a outra é agindo com ignorância máxima e partindo para a batalha verbal. Saber qual das duas condutas deve ser tomada, está ligada à personalidade de cada um. Examine a sua consciência se precisa dessa resposta.
Independente da classe social, educação e elegância são preocupações que todos querem manter e elas nem sempre estão intimamente ligadas. Conheço muitas pessoas de origem simples que são mais “finas” do que algumas nascidas em “berço de ouro”.
Como sempre, gosto de falar em atitudes, então, muito mais do que títulos, “ladies and gentlemen” são pessoas que agem com nobreza.
Uma verdadeira dama não é aquela que se veste com roupas caras e conhece etiquetas, mas aquela que sabe se portar com classe nas diferentes situações da vida. Do mesmo modo, um cavalheiro não é aquele que abre as portas e dá passagem às mulheres, afasta a cadeira para a dama sentar-se ou que paga a conta nos encontros. OK, isso é encantador, mas não define e caracteriza uma personalidade como sendo verdadeiramente educada.
Algumas pessoas nascem ladies ou gentlemen. Não importa se em berço de ouro ou na “manjedoura”. São essencialmente nobres na forma de agir.
Do alto de seus saltos, muitas mulheres podem ser ladies, mas manterem-se elegantes, mesmo descalças, exige mais da personalidade do que do personagem. Ternos podem vestir os gentlemen, mas ao despirem seus emblemas, conseguem manter a mesma classe?
Mostrar personalidade não significa descer do salto e “rodar a baiana”, como muitos gostam de dizer. Personalidade se mostra através da elegância e porte, ligados ao comportamento e não a qualquer tipo de força física ou verbal. Não é fácil ser uma pessoa “polida” e educada, principalmente quando as afrontas são colocadas à nossa frente. Entretanto é preciso compreender que muitas vezes vencemos esse tipo de situação quando demonstramos superioridade em ações que beneficiam ao nosso bem estar e não ao ego alheio. Por mais que nos chamem para a luta, principalmente a verbal, analisemos o que e quem ganhará com isso. Não pense que resistir ou fugir dela, nos torne fracos ou vencidos. As principais lutas são vencidas na inteligência e não na ignorância. E, neste caso, educação e nobreza, nos tornam vencedores naturais, pois nunca é inteligente descer ao nível da ignorância para provarmos força.
Alguns ainda se arriscam em vestirem suas melhores roupas e crescerem em seus saltos altos para tentarem provar a si que são melhores e nobres. Olham do alto de sua ignorância e com desdém para provarem superioridade. Porém, ainda acredito que descalços, mesmo que vestindo trapos, podemos ser mais ladies e gentlemen, usando nossa inteligência e educação como forma de mostrar a verdadeira superioridade... Ser digno e ter caráter... Essas são as maiores nobrezas Ladies and Gentlemen!
Jackie Freitas
Não se mede o valor de um homem pelas suas roupas ou pelos bens que possui, o verdadeiro valor do homem é o seu caráter, suas idéias e a nobreza dos seus ideais.”
*Imagens retiradas do Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!