terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Adeus Ano Velho…Feliz Pessoa Nova

Cada vez que encerra um ano, me despeço de alguém... Vejo uma pessoa indo embora, me acenando entre lágrimas e risos, com a certeza de que não nos veremos mais. A cada ano nos despedimos da criança que deixamos para trás. Crescemos, amadurecemos, evoluímos e é inevitável que essa criança dê espaço ao novo ser que surge dentro de nós. Jovens ou velhos, mantemos aquela criança lá guardada em algum lugar, esperando que, de vez em quando, falemos com ela... Ela ainda precisa de carinho e da nossa atenção. Mas, a vida passa, ganha anos e vamos nos esquecendo dessa criança.
Mais um ano se acaba e outro se inicia e eu fico procurando aquela criança para desejar-lhe um Feliz Ano Novo. Quero perguntar-lhe sobre mim, saber de meus medos, dos meus sonhos... Quero conhecer-me melhor, enxergar-me através de seus olhos e saber em qual ano nos despedimos. Mas, mais um ano se finda e quanto mais anos me entram vida à fora, menos lembro dessa criança.

Fico pensando o que desejei quando a deixei partir e se eu consegui cumprir com as promessas que fiz a ela. Se os anos que vieram me foram generosos... E, por mais que eu sinta saudades dessa criança, ainda agradeço a Deus por estar aqui, na luta diária. Vejo no passar de cada ano que sou abençoada. Não posso reclamar!
Quando dizem que nossa vida é como um grande livro, não questiono... Concordo! Temos muitas páginas em branco, à espera de novas escritas e de novas histórias. Então, ao término de cada dia, viramos mais uma página; ao término de cada ano, encerramos um capítulo... Temos o poder de escrever nossa própria história e de preparar o nosso futuro. É o ciclo natural da vida, não tem como fugirmos dele. 
Estamos em contagem regressiva... Adeus Ano Velho... Feliz Ano Novo....
Hora de renovarmos as esperanças, buscar novas conquistas, planejarmos o futuro... Época em que os desejos, sentimentos e esperanças são “universalizados”.
Não sei onde ficou sua criança, se você a deixou em um lugar seguro ou se cumpriu com suas promessas. Quem sabe você tenha que revê-la para saber se você é hoje o que prometeu a ela; se tenha que se desculpar ou apenas agradecê-la... Procure-a e mate as saudades. Quem sabe ela ainda te ensine alguma coisa?
O ano se acaba e o que nos move é a esperança de podermos escrever ou consertarmos nossa história. A criança está lá com o lápis de cor e canetinhas para colorirem a nossa história. Ao início de cada ano pedimos paz, amor e saúde. E eu também desejo isso a mim e aos outros! Mas, o que eu desejo agora é que a criança de cada um seja encontrada e que o seu sorriso seja resgatado. Perdoe-se e dê-se uma nova chance. O que ficou para trás não volta mais e nem mesmo a criança viverá novamente, porém, ela ainda quer que cumpramos com as promessas e que realizemos os seus sonhos. Talvez demoremos a encontrá-la, mas ela ainda está no mesmo lugar que um dia a deixamos.
As oportunidades não são dadas pelo destino e sim descobertas por nós! Que neste novo ano possamos nos dar oportunidades de felicidade, crescimento e aprendizado, para que a vida cumpra com o seu ciclo...
Devo ver a criança sorrindo nas minhas lembranças... Eu vou acenar para ela, agradecer e prosseguir a caminhada... Vou me reencontrar nos dias que virão e receber esse Feliz Ano Novo!
Jackie Freitas
“Não quero adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto;
e velhos, para que nunca tenham pressa.”
*Imagens retiradas do Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!