quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Sofrer com Dignidade

Dizem os poetas e pensadores que a vida é efêmera! Num piscar de olhos tudo muda! Algumas vezes para melhor, outras para nos testar a resistência e fôlego diante dos problemas. Não diria que são maus momentos, pois isso depende da ótica e forma com que cada um converte as suas provações. O fato é que nada de bom ou ruim dura para sempre, exceto aquilo que nossa mente perpetua... E normalmente perpetuamos o sofrimento!
Poucos são aqueles que conseguem transitar pela efemeridade da vida sem absterem e entregarem-se ao sofrimento. Parece que têm pessoas que nasceram para isso apenas: sofrerem! E como dói vê-las enclausuradas na tormenta de seus problemas! Não porque a vida lhes foi menos justa, mas por vermos que, dia após dia, elas se tornam vítimas de si mesmas!
Creio que na vida é preciso saber lidar com todas as circunstâncias, sejam elas boas ou não. Infelizmente, em muitos casos, não sabemos o que fazer e é para isso que usamos de uma riqueza que todos (todos!) sem exceção possuímos: aprendizado!E aprender, também faz parte desse processo, desde, é claro, que estejamos aptos e receptivos para isso! Com toda a bagagem que possuímos, temos condições de entrar e sair de situações diversas! E como seguimos adiante pela vida a fora? Levantando a cabeça, reunindo forças (até de onde não se imagina) e tocando em frente! E tudo isso com muita dignidade! Sim, querido leitor, até mesmo para sofrer precisamos ter dignidade! E saber sofrer com dignidade é deixar de ser vítima circunstancial e permanente de si mesmo! É saber olhar em volta de si e não apenas ao próprio umbigo; é perceber que os problemas estão por toda parte, rondando a vida de todos, esperando oportunidades que criamos... E eles se instalam em nossa vida se aceitarmos a sua danosa oferta.
Obviamente não estou menosprezando os problemas de ninguém. A proposta aqui não é essa! Cada um sabe da sua dor e provavelmente poucos sabem de sua cura e é nessa hora que a dignidade nos permite buscar o tratamento alternativo que, pode não levar à cura total, mas certamente trará resultados mais otimistas!
Uma pessoa que se fecha em seus problemas e faz deles a razão de sua vida, dá provas claras de que consegue canalizar energias para algo que, se fosse trabalhado de forma contrária, libertaria e a faria usar essa mesma energia para solucionar e não aumentá-los ainda mais! Com dignidade conseguimos perceber que não somos melhores que ninguém, tampouco piores! E é através dela que não nos incomodamos em andar na rua de cabeça erguida, passando pelas pessoas (mesmo que elas nos apontem dedos julgadores) demonstrando tamanha força interior que, os mesmos dedos que outrora apontavam para julgar, se unem em carinho e solidariedade!
O ser humano, de um modo geral, acredita na teoria do “pobre coitado” como forma de obter ajuda e alívio nessa pesada carga que os problemas trazem. Contudo, posso garantir que pessoas que se posicionam dessa forma perante os seus problemas, são as primeiras a serem colocadas de lado! Ninguém quer estar por perto de quem só chora ou reclama! Pode ser politicamente correto dizer o contrário, mas no íntimo de cada um, o que prevalecerá será sempre a admiração  pelas pessoas que nos passam dignidade! Espelhamos-nos nelas, queremos ser como elas em situações semelhantes... Unimos-nos a elas como soldados fiéis e lutamos por suas causas! E só admiramos as pessoas que nos transmitem força através da dignidade com que agem em qualquer circunstância e não esmorecem nas derrotas da vida... E posso afirmar que são inúmeras as derrotas que sofremos!
Portanto, ao surgimento de um problema, independente de sua complexidade, tenha dignidade sempre! Enfrente-o do mesmo modo que se  encara a própria vida: acordando todas as manhãs e lutando por cada momento que lhe é de direito! Não estamos aqui roubando o tempo de ninguém e se assim fosse, o único tempo roubado seria o nosso mesmo quando nos aprisionamos aos problemas e esquecemos-nos de ver que do lado de fora dessas grades da visão problemática, existe uma infinidade de possibilidades à nossa espera. As soluções podem ser mais simples do que imaginamos se não transformarmos os problemas em nosso próprio eixo. Se deixarmos de girar em torno deles e sairmos desse círculo vicioso que nos condena a uma prisão perpétua!
Dignidade requer coragem e, o primeiro passo para tê-la é decidindo não viver mais nessa cela escura e suja! Dignidade é sofrer com a certeza de que nada dura para sempre... nem mesmo os problemas... É querer mudar o próprio rumo e viver intensamente… mesmo que brevemente…efemeramente!
Jackie Freitas
Tudo muda em um piscar de olhos, mas é magnânimo pensar que ainda que tudo mude dentro de um piscar de olhos, Deus nunca pisca!”
*Imagens retiradas do Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!