segunda-feira, 21 de maio de 2012

Liberdade: Direito ou Escolha?

Este texto é para todos aqueles que, de alguma forma, vivem inseguros e com medo, presos em algum tipo de relacionamento que impede a manifestação e exercício da liberdade.
Lembro que quando era pequena, queria poder fazer tudo o que tivesse vontade... Lembro-me ainda do meu pai dizendo: “liberdade se conquista!”...
Pois bem; após todos esses anos de experiência e inquietações, vou discordar de meu pai. Liberdade não se conquista, ela é um direito nato de todos os seres (humano ou animal) e ninguém tem o direito de limitá-la ou tirá-la  como se fosse peça disponível em tabuleiro, pronta para atender às jogadas dos outros... Do mesmo modo, nós também não temos o direito de comprometê-la ou colocá-la em risco.
Liberdade é o nosso direito de ir e vir, pensar e agir, de manifestar nossos sentimentos, aceitar ou recusar... Liberdade é poder usar do livre arbítrio para fazer escolhas e tomar decisões... Liberdade é a mais pura manifestação da vida e dos seus direitos!
Muitas pessoas não têm ideia do verdadeiro significado e o que representa a liberdade. Vivem aprisionadas e em servidão, dependentes e se curvando diante de outras pessoas como se as vontades e necessidades alheias fossem mais importantes e urgentes do que as suas próprias. Talvez, embasadas nesse conceito da conquista da liberdade, passem anos de suas vidas aguardando comandos e consentimentos para desfrutarem daquilo que já lhes pertence naturalmente.
Os maiores exemplos de cárcere e cerceamento da liberdade estão representados nos relacionamentos. Pessoal, afetivo ou profissional, são eles que turvam as visões... São eles que impedem o pleno exercício dos direitos ligados à liberdade e tornam as pessoas impotentes diante de suas próprias vontades e vidas.
A mensagem que gostaria de passar é que somos donos de nossa vida e a liberdade está diretamente ligada a isso! Tomamos nossas decisões e fazemos nossas escolhas. Por mais que nos sintamos escravizados por algo (ou alguém), cabe a nós a decisão de continuar aprisionados, vivendo de modo oposto ao que gostaríamos; ou de decretarmos liberdade e buscar a paz e tranquilidade que a vida merece.
Não há trabalho, amizade ou afeto que justifique a infelicidade. Só podemos oferecer o nosso melhor aos outros, principalmente àqueles que amamos se encontrarmos satisfação naquilo que fazemos e no modo como vivemos. Pode parecer difícil sair de determinados relacionamentos, mas, acredite, é possível!
Precisamos sempre avaliar se não estamos acomodados e fazendo papel de vítimas, se não estamos tirando de nós mesmos esse direito fundamental à existência. Liberdade não tem preço!
Há muitas promessas neste mundo; algumas delas tentadoras e irrecusáveis, mas avalie bem se elas garantirão o seu direito de liberdade. Nas convenções sociais, dizem que o nosso direito começa onde termina o do outro; entretanto quero alertá-lo de que os direitos devem ser iguais a todos e não importa onde eles começam ou terminam. Devem ser respeitados e, sobretudo, manter a paz individual e coletiva. Só entenderemos tal convenção quando aprendermos a respeitar e lutar pelos nossos direitos! Quando nos conscientizarmos que temos valores como os outros e que somos livres para viver do modo como queremos.
Não podemos viver condicionados às vontades alheias, principalmente se elas interferirem no modo de vida que merecemos. Não podemos aceitar barganhas, acreditando que elas nos trarão algo maior, fazendo com que sacrifiquemos nossos pequenos prazeres.
A vida é preciosa demais e passa num piscar de olhos! Por isso o importante é vivermos com sabedoria, apreciando o que ela nos oferece e buscando valores que ninguém, exceto nós mesmos, poderia nos oferecer.
Liberdade é poder se permitir... É poder escolher...
Abrir mão de algo pode parecer sacrifício (e às vezes é mesmo!). Escolher entre um caminho ou outro exige força e coragem, mas se considerarmos o desprendimento daquilo que não nos faz bem e a liberdade como recompensa, terá valido a pena!
Jackie Freitas
“Estou firmemente convencido que só se perde a liberdade por culpa da própria fraqueza.”
*Imagens retiradas do Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!