terça-feira, 17 de maio de 2016

O Universo das Palavras

Tudo está bem, correndo conforme o planejado e em perfeita harmonia, até que uma palavra é dita. Uma única palavra para acabar com a magia daquele momento... Então você tenta ignorar, fazer de conta que não ouviu ou se convencer de que aquilo não foi suficiente para mudar o seu sentimento. Só que, infelizmente, foi e colocou fim no encanto!
Como lidar com as palavras de modo que elas entrem e causem o efeito da forma que precisam? Uma palavra sozinha é apenas uma palavra lançada... Inserida num contexto ou dita em um determinado momento, tem um efeito devastador, porque palavras traduzem sentimentos, expressam emoções e acionam sensações que podem nos motivar ou simplesmente nos paralisar.
Às vezes é tão fácil acreditarmos nelas! Tanto que ignoramos todos os sinais que as precedem ou que surgem após elas serem ditas. Fácil nos convencermos com belas palavras, mas difícil compreender as suas intenções. Significa que
nem sempre as pessoas usam as palavras com a verdade merecida e nós, invariavelmente, somos
brinquedos manipuláveis à mercê do seu uso. Acreditamos não no que elas realmente dizem, mas sim naquilo que, naquele momento, precisamos. Somos todos carentes de alguma forma e precisamos de elogios, mimos, carinhos, incentivos, daquele up que uma única palavra consegue dar. E na média, exceto na maldade e intenção proposital de nos ferir, as palavras conseguem nos tirar do chão. Ou, em alguns casos, nos tiram o chão!
Adoro a literatura justamente por causa do poder que as palavras possuem... Viajar e viver aquilo que elas, em combinação com a mente, nos permitem. Poesias, poemas e músicas elevam nossos sentimentos e os alinham com a nossa alma. Essa é verdadeira magia das palavras e as pessoas sabem como manipulá-las para que fiquemos exatamente como elas querem...  O único senão nisso tudo é que, infelizmente, nem sempre as palavras passam pelo filtro do cérebro/razão e logo são lançadas diretamente no coração. E é aí que elas nos pegam na curva, provocando sentimentos bons ou destruidores!
O que eu quero dizer aqui é que não podemos (e nem devemos) acreditar em tudo o que nos dizem sem antes avaliar todos os elementos que envolvem a situação: interesse, intenção ou razão. Não porque devemos a partir de agora desacreditar das palavras. De forma alguma! Elas continuam sendo nossas mensageiras, independente da ocasião; entretanto, é preciso compreender com a verdade e não com os sentimentos o que elas querem, de fato, nos transmitir. Não podemos simplesmente nos iludir com elas e achar que a vida está definida por uma delas.
Há tantas coisas boas que surgem através das palavras, incluindo a compreensão de que não importa o que nos digam ou escrevam, porque dentro de nós existe um universo maior, capaz de assimilar o que é útil, necessário ou descartável. Esse texto pode ser também descartável, mas espero que ele consiga, ao menos, levar um pouco de consciência e discernimento.
Nem tudo tem intenção de ser... Falsos ou verdadeiros, somos apenas pessoas, somos somente palavras...

Jackie Freitas


“A parte que ignoramos é muito maior que tudo quanto sabemos”.
Platão


*Imagens retiradas do Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!