sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Meus Amigos, Suas Flores e Seus Perfumes

Confesso que pensei muito sobre o que eu iria escrever nesta minha 100ª postagem! Pensei em agradecer a todos que me incentivaram chegar até aqui e, ao meu modo, é o que farei.
Decidi escrever sobre a vida! Meu assunto preferido, que me leva às reflexões profundas, que promove encontros e desencontros, que me faz mergulhar em mistérios e, algumas vezes, abrir a grande cortina que insiste em cobrir esse grande espetáculo: VIDA!
Percorri, num breve regresso, por todos os caminhos que me trouxeram aqui, que me proporcionaram mais aprendizado. Fui muito mais aluna do que professora e isso me dá uma enorme satisfação. Não fosse por essa decisão de caminhar, talvez não encontrasse muitos daqueles que hoje encontro diariamente. Pessoas que me encantam e me ensinam com suas mensagens. Pessoas que compartilham suas experiências sem receios e que, através delas, me acrescentam conteúdo a essa bagagem.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Fechado Para Balanço

De vez em quando paramos para reavaliações. Como dizem no comércio: “fechado para balanço”. Nenhuma relação com tristeza como habitualmente pensam. Fechado para balanço é um momento ou período que revemos nossa trajetória e buscamos acertos. E por falar em acertos, me vem em mente uma das preocupações que comumente temos: estarmos certos sempre! Isso me levou a outra análise e é sobre isso que quero escrever hoje.
Recentemente li no blog O Que É Isso? , da minha querida amiga Eninha Campos, um texto que aborda o conceito da gentileza. Não aquela que oferecemos aos outros e sim a que deveríamos ter conosco e por vezes não temos. Na publicação “Você é Gentil? Consigo mesmo?”
automaticamente fazemos um mergulho interior e começamos a nos dar conta do quanto nos cobramos diariamente. Cobramos, punimos, não perdoamos as nossas próprias falhas. Tudo porque estamos sempre em busca da perfeição.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Superando os Obstáculos

Diante das adversidades da vida temos escolhas! Podemos escolher a forma como iremos encará-las e quais os caminhos que percorreremos para superá-las.
Por mais que estejamos seguros, as tempestades sempre surgirão, uma pedra poderá bloquear o caminho ou a nossa própria visão turvará, impedindo que reconheçamos a rota traçada. Faz parte dos desafios da vida!
A questão que gostaria de colocar aqui é como nos desvencilhamos desses contratempos? De que forma os superamos e não permitimos a derrota? Minha mãe sempre me dizia que, diante da vida, somos crianças aprendendo a dar os seus primeiros passos. Caímos com mais freqüência do que desejamos e as quedas são fundamentais para o nosso fortalecimento. A preocupação não deve jamais ser com a possibilidade de uma nova queda e sim com a forma como nos levantamos dela. Isso faz toda a diferença no modo como seguiremos adiante.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Somos O Que Falamos?

Tenho observado que uma das maiores contradições que vivemos é conseguir coerência entre o que dizemos e o modo como agimos. Será realmente que somos aquilo que falamos?
Não é de hoje que ouvimos que a teoria não corresponde necessariamente com a prática. Encarar a sinceridade não é fácil! Nem para quem escuta e muito menos para quem se depara em contradições nas auto-avaliações. Assusta-nos, principalmente quando ela grita na consciência que estamos agindo incoerentemente com aquilo que afirmamos ser. Obviamente há distinções entre o reconhecimento do certo e a sua prática. Verdades e mentiras podem ser sinceras?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!