terça-feira, 21 de junho de 2016

Para as pessoas lindas...

O que nos torna lindos de verdade? Essa é uma pergunta que constantemente me faço quando observo o quanto valorizamos aquilo que vemos e não o que devemos enxergar, nos outros e em nós mesmos...
Beleza, num primeiro momento e de forma imediata, está associada à plástica: cabelos, rosto, pernas, seios, bumbum... Corpo, apenas corpo e nada mais! De preferência bem cuidado, independente se é natural ou “fabricado”. É como dar mais importância à embalagem do que ao presente em si.
Conteúdo não é tangível e, quase sempre, é imperceptível, simplesmente porque ele não está ao alcance dos nossos olhos. Para enxergar a verdadeira beleza de uma pessoa é necessário mais que uma boa visão! Nos dias de hoje é o mesmo que ter superpoderes e possuir o dom de enxergar além do corpo, ultrapassando a couraça que nos reveste para, então, atingir um plano muito superior que nos mostra a beleza consistente de cada um.

Particularmente não tenho disposição para julgar os critérios que cada pessoa adota para avaliar a beleza. O que sei é que, para mim, beleza tem a ver com elementos subjetivos e até inexplicáveis. Não se trata de cabelo alinhado, corpo definido, músculos ou qualquer tipo de exuberância física. Beleza tem a ver com
alma, coração, elegância de caráter, honestidade... Tem a ver com tudo o que vem de dentro e não com aquilo que se mostra. O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry nos fala sobre isso com absoluta verdade e precisão quando diz: “... só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. Os homens esqueceram essa verdade, mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.”.
Então, retomo a pergunta: O que nos torna lindos de verdade? Deixo para que cada um responda a si mesmo e busque tanto sua beleza quanto sua verdade em lugares incomuns. Que saia do convencional e dos padrões estabelecidos que julgam a beleza de forma superficial. Todos nós somos lindos! Possuímos não apenas beleza, mas inúmeras riquezas que, somadas, nos transformam em seres únicos, belos e especiais. Esqueça o corpo! Cuide dele porque ele é apenas a nossa matéria condutora, mas alimente a alma e, sobretudo, o coração, para que a verdadeira beleza não se limite aos olhos. Aprenda com os erros e não se culpe por ser deliciosamente imperfeito. Aprenda, também, a olhar ao redor e ver outras pessoas nas mesmas tentativas, tropeçando em seus erros e acertos, mas buscando algo que nossos ignorantes olhos são incapazes de enxergar. Não as julgue! Não se julgue! Viva apenas! Explore o seu melhor e da melhor forma, sem a pretensão de provar ao mundo que você é melhor que os outros. Seja melhor para você apenas... Todos os dias e um pouco mais.
Para mim, humildade é uma das maiores belezas que podemos (e devemos) cultivar. Ela fala de nós aos outros e mostra a nós mesmos a nobreza da beleza! Através da humildade rompemos essa armadura de intocáveis e revelamos que somos muito mais que corpos bonitos, cuidados ou fabricados...
Então, pessoas lindas, não se preocupem com a embalagem porque o essencial está dentro dela! Somos todos presentes especiais, imperceptíveis e até invisíveis aos olhos alheios, mas, certamente, lindos por sermos obras de Deus!

Jackie Freitas

“Se tens a beleza simples e mais nada, tens quase tudo o que Deus fez de melhor”.
Rudyard Kipling


*Imagens retiradas do Google Imagens


4 comentários:

  1. ...Pois a beleza,está nos olhos de quem vê!!!
    Sábias palavras Jackie querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida alguma! Nossos olhos são capazes de captar a beleza. O coração decodifica...
      Beijos e obrigada pelo carinho!

      Excluir
  2. Querida Jackie,

    Após longo e tenebroso inverno, estou voltando, aos pouquinhos, a escrever. Como o seu blog está referenciado no meu site, http://hervalfilho.com.br , resolvi clicar no Fênix e......grata surpresa!!! Novo site, nova diagramação e layout....ficou lindo! O conteúdo é o mesmo: da melhor qualidade. Parabéns e quando tiver um tempinho, faça-me uma visita, por gentileza. Grande beijo, Herval.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá meu querido amigo Herval! Quanto tempo e que saudade de você e de suas nobres palavras! Eu também estive em retiro literário...rsrsrs... e quando posso venho aqui matar as saudades. Fico feliz que tenha gostado do novo Fênix...Irei visitá-lo sim! Porque adoro a sua escrita e porque você é uma grande inspiração. Muito obrigada, meu amigo! Um grande beijo!

      Excluir

Deixe o seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!