Mostrando postagens com marcador Auto-Ajuda. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Auto-Ajuda. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Crescer Lentamente...

Quando comecei a escrever esse texto queria transmitir uma mensagem totalmente diferente...
Ontem foi meu aniversário e sempre que posso, nessa data, escrevo algo em forma de celebração ou agradecimento a vida. Mas, diferentemente dos anos anteriores, ontem não tinha esse objetivo porque achava que não havia razões para comemorar... Estava dominada pela tristeza e por tantas insatisfações que não me pareceu justo comemorar algo que eu mesma não enxergava.
Tem um provérbio chinês que diz “Não tenha medo de crescer lentamente. Tenha medo apenas de ficar parado.” e, no fundo, saber diferenciar uma coisa da outra é que acaba nos confundindo algumas vezes. Não sabemos ao certo se estamos no processo lento do crescimento, absorvendo cada etapa da vida, aceitando nossas falhas e aprendendo com elas ou se apenas nos deixamos dominar pelo medo, permitindo que ele nos paralise e impeça de darmos o próximo passo. Às vezes parece que caminhamos com uma venda nos olhos e que a qualquer momento cairemos num precipício, tamanha é nossa insegurança acerca da vida. Não sabemos sobre o futuro e isso nos perturba porque de algum modo achamos que a sabedoria implica em conhecer muito mais sobre o futuro do que sobre nós mesmos.

sábado, 31 de dezembro de 2016

Feliz Novo Ciclo...

Hora das despedidas...
E nem sempre estamos prontos pra deixar ir embora ou exercitar o desapego. Difícil perceber quando um ciclo chegou ao seu fim, porque na maioria das vezes insistimos no querer fazer dar certo ou em prolongar experiências que já cumpriram com o seu propósito. Despedidas, na maioria das vezes, não são fáceis, principalmente quando temos a sensação de que algo de nós também está partindo... Contudo, apesar de todas as dificuldades ou qualquer tipo de apego que tenhamos; deixar partir é permitir a renovação! É liberar espaço no HD para processarmos um novo histórico de informações, afinal a vida é dinâmica onde a todo o momento coisas novas nos acontecem e nos ensinam novas lições. E precisamos estar prontos para sermos surpreendidos e encantados com as novas descobertas!
Para que sofrer com algo que não nos acrescenta absolutamente mais nada? Para que corroer, remoer ou adoecer na insistência de fazer algo ser diferente, se nós mesmos não podemos ser diferentes? Então, deixemos partir... libertemos a nós mesmos, permitindo que um ciclo seja concluído e um outro se inicie.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Seja digno diante das dificuldades

Se o momento que você vive agora é de dor ou sofrimento, mantenha a sua cabeça erguida! Tenha fé, porque todos os problemas, assim como chegaram, irão embora. Parece conversa furada ou aquela batidinha de consolo no ombro, mas é verdade: não desanime, porque algo de extraordinário te aguarda, mesmo que neste momento a sua fé esteja abalada.
Tenho receio em dar conselhos, porque tanto as expectativas quanto a fé, variam de pessoa pra pessoa, porém, uma coisa eu posso sugerir por experiência: jamais demonstre fraqueza e nunca seja vitima dos seus problemas. Às vezes pensamos que ao demonstrar nossas tristezas e fragilidade, as pessoas se sensibilizarão e farão algo para nos ajudar, mas, infelizmente, nem sempre essa “tática” tem resultados positivos. Com

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Na Companhia de Deus

Antes de começar, quero deixar claro que esse texto não tem pretensões religiosas e, tampouco, em promover qualquer tipo de discussão sobre crenças...
Fico pensando no que nos mantém fortes, resistentes e persistentes nessa árdua luta que se chama vida. Todos nós travamos nossas batalhas e somos testados diariamente em força, fé e coragem... Por mais que pensamos em desistir, ainda assim, algo nos orienta e nos impulsiona adiante, como que dizendo: “não desista, falta pouco...". E assim seguimos, guiados e orientados por uma fé capaz de nos fazer superar as dores e os problemas; por uma força capaz de nos manter em pé, mesmo que enfraquecidos pelo cansaço de tantas lutas ou pela desilusão de tantos desencontros.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Para as pessoas lindas...

O que nos torna lindos de verdade? Essa é uma pergunta que constantemente me faço quando observo o quanto valorizamos aquilo que vemos e não o que devemos enxergar, nos outros e em nós mesmos...
Beleza, num primeiro momento e de forma imediata, está associada à plástica: cabelos, rosto, pernas, seios, bumbum... Corpo, apenas corpo e nada mais! De preferência bem cuidado, independente se é natural ou “fabricado”. É como dar mais importância à embalagem do que ao presente em si.
Conteúdo não é tangível e, quase sempre, é imperceptível, simplesmente porque ele não está ao alcance dos nossos olhos. Para enxergar a verdadeira beleza de uma pessoa é necessário mais que uma boa visão! Nos dias de hoje é o mesmo que ter superpoderes e possuir o dom de enxergar além do corpo, ultrapassando a couraça que nos reveste para, então, atingir um plano muito superior que nos mostra a beleza consistente de cada um.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Quando atitudes falam mais que palavras

Às vezes ouvimos muito e enxergamos pouco... Porque as palavras, entre tantos significados, possuem o poder de nos calar e cegar...
Continuo minha incursão pelo universo mágico das palavras, porém, tentando enxergar as suas causas e efeitos. Não é raro escutarmos belas palavras. Algumas ditas com emoção, outras com sinceridade e muitas com intenções apenas de impressionar ou manipular...  Falamos o que queremos, escutamos o que nos interessa e acreditamos no que nos convém. Essa é a verdade! Não importa se o que nos dizem está envolto de mentiras, falsidades, ilusões ou da mais pura sinceridade; porque no final acreditamos apenas naquilo que queremos e precisamos. Invariavelmente nos machucamos... por não ter acreditado quando deveríamos ter dado um voto de confiança ou por não ter duvidado quando a oferta era generosa demais. De qualquer modo nos machucamos se fazemos das palavras a nossa única bússola.

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Coragem... É Hora de Acordar!

Uma hora o sono passa... e acordamos! Um dia os sonhos findam e a realidade volta. Parece que passamos anos adormecidos, imersos no silêncio e perdidos na escuridão de um pesadelo conflitante. Uma escravidão inconsciente, mesmo que, subconscientemente, saibamos da existência das limitantes amarras e do mal que elas nos fazem. A pergunta que perturba e nunca cala é: Quando, efetivamente, teremos coragem para nos libertar de tudo que não nos faz bem e nos sufoca?
E não se trata necessariamente de coragem, mas de uma consciência que grita e ecoa por todo o nosso corpo... Não se trata de avaliar o tempo que durou essa servidão e sim do tempo que ainda resta e não pode mais ser desperdiçado. Coragem é um passo

terça-feira, 17 de maio de 2016

O Universo das Palavras

Tudo está bem, correndo conforme o planejado e em perfeita harmonia, até que uma palavra é dita. Uma única palavra para acabar com a magia daquele momento... Então você tenta ignorar, fazer de conta que não ouviu ou se convencer de que aquilo não foi suficiente para mudar o seu sentimento. Só que, infelizmente, foi e colocou fim no encanto!
Como lidar com as palavras de modo que elas entrem e causem o efeito da forma que precisam? Uma palavra sozinha é apenas uma palavra lançada... Inserida num contexto ou dita em um determinado momento, tem um efeito devastador, porque palavras traduzem sentimentos, expressam emoções e acionam sensações que podem nos motivar ou simplesmente nos paralisar.
Às vezes é tão fácil acreditarmos nelas! Tanto que ignoramos todos os sinais que as precedem ou que surgem após elas serem ditas. Fácil nos convencermos com belas palavras, mas difícil compreender as suas intenções. Significa que

segunda-feira, 9 de maio de 2016

As Fases da Felicidade

Quando eu era pequena, felicidade para mim era ganhar uma bicicleta ou um brinquedo da moda anunciado na TV; ir à praia com meus pais, poder brincar no mar até me cansar e tomar sorvete até a minha garganta congelar... Felicidade era estar entre as pessoas que eu amava (minha família), pois esse era o único mundo que eu conhecia! Depois, adolescente, felicidade era estar com meus amigos, um novo mundo dentro do meu mundo. Era andar de bicicleta sem direção planejada, livre e respirando um ar de pequena aventura, mesmo sabendo que ela não me levaria muito longe e que a minha casa seria o destino final. E era ótimo saber que eu tinha para onde voltar.

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Maneiras de Amar

“De todas as maneiras que há de amar, nós já nos amamos...”.
OK; entendi a letra e não é difícil captar a mensagem que Chico Buarque quis transmitir nessa música que ganha ainda mais intensidade na voz de Maria Bethânia; porém, entretanto, todavia, no meu ponto de vista não há muitas maneiras de amar...
Tudo bem que no amor se vive mil emoções como em uma montanha russa, com seus altos e baixos, mas ele nunca deixará de proporcionar aquele mágico sentimento que só quem ama ou amou de verdade sabe e não consegue explicar. Nenhuma experiência explica ou se compara ao amor!
Claro que algumas vezes nos decepcionamos, mas aí não estamos mais falando sobre amor e sim sobre expectativas... É nessa transição que esquecemos o verdadeiro significado do amor e passamos a tentar compreender as nossas vontades, desejos e, em alguns casos, egoísmo... Queremo-nos no outro... Na

segunda-feira, 25 de abril de 2016

O Conflito do Despertar

Existem coisas tangíveis e imaginárias. Existem os sonhos, ideais, as metas e as promessas... Todas fazem parte de nós! Vivemos um pouco de tudo isso todos os dias, imaginando, sonhando, desejando, querendo que elas se viabilizem de alguma forma. Para algumas delas nos empenhamos arduamente e para outras sentamos e esperamos que aconteçam num passe de mágica...
Uma coisa que aprendi e venho aprendendo é que os sonhos moram num lugar distante e nem sempre se viabilizam. Estão protegidos secretamente em nossos pensamentos e parece que só existem dentro dos nossos olhos, fechados. Só os enxergamos quando dormimos, porque mesmo que queiramos o contrário eles não acontecem enquanto estamos acordados...

terça-feira, 19 de abril de 2016

Faxina Emocional

Qual é o dia que acordamos e não pensamos em algum tipo de mudança? Quando estamos satisfeitos com as coisas que nos acontecem?
Se por um lado pensamos que muito daquilo que vivemos é apenas consequência do que criamos, por outro, tudo chega num limite que nos exige alguma providência para mudarmos...
Mudar o rumo, a direção, a forma de pensar e agir, de conceber, enfim, mudar a vida em algum detalhe que nos permita sentir benefícios imediatos. Porque às vezes, são os detalhes que fazem diferença no contexto geral da vida.

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Reconstruir-se

O processo de reconstrução não é fácil. Primeiro, porque admitir a necessidade de se reconstruir é ter que aceitar a derrota e o fracasso de projetos mal sucedidos, de sonhos perdidos ou do confronto com uma verdade que não queríamos enxergar. É chegar num beco sem saída e ter que repensar num modo menos doloroso e traumático de retornar e recomeçar, mesmo que essa ideia nos cause desconforto e medo de passarmos novamente por tudo o que nos machucou. É como se já não acreditássemos mais em nós mesmos e nem na capacidade de superar os traumas passados.
Contudo, recomeços (e eu coloco no plural porque são muitas as vezes que precisamos recomeçar), apesar de não serem fáceis, são novas oportunidades que nos damos para fazer tudo diferente! Explorar novos caminhos, ousar, inventar ou apenas reinventar-se. É entrar numa loja e comprar aquela roupa que não tínhamos coragem de usar por achar que ela não cairia tão bem e que nos faria parecer gordos demais ou ridículos! O processo de reconstrução nos obriga a testar possibilidades inimagináveis como recurso incondicional de mudança. Quem se importa em parecer ridículo quando tudo o que se viveu, até então, te fez sentir-se assim?

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Novo Fenix

Olá!

Quando passamos por um processo de renovação é natural que busquemos mudanças que nos motivem e que, ao mesmo tempo, nos permita novas experiências. Mudamos nosso comportamento, visual, rotina, etc. Encontramos motivações em atividades que nos façam sentir mais produtivos. Alguns partem para as academias e vão trabalhar o corpo, outros iniciam estudos para trabalharem a mente, ou apenas passam a fazer coisas que antes não faziam, explorando as variadas possibilidades da vida. Eu, apesar de tentada a fazer tudo isso, retomei a escrita, pois essa é a minha verdadeira forma de produção e motivação.
Para acompanhar esse processo de renovação pelo qual estou passando, resolvi dar uma cara nova, também, ao meu blog, que agora se transformou em site e está em novo endereço: www.fenix-vidas.com.br. Continuaremos falando sobre os mesmos temas, preservando o conteúdo do blog. Apenas a estética e layout mudaram!
Então, queridos amigos e leitores, benvindos ao novo Fenix - Vidas que Renascem! Estamos trabalhando ainda em alguns detalhes e ajustes para que possamos proporcionar-lhes um agradável momento de parada e boas leituras.
Muitas novidades virão, mas não resisti e quis antecipar essas!
Espero que gostem!
Um carinhoso abraço.

Jackie Freitas


*Imagens retiradas do Google Imagens

sexta-feira, 1 de abril de 2016

O Retorno


Não sei por quanto tempo estive fora... Deixei de contar os minutos e de me preocupar com a velocidade que andava. Mas voltei! Talvez tenha sido necessária essa ausência para reconhecer o quanto somos capazes de nos perder e nos reencontrarmos novamente. E esse é um benefício que o próprio tempo permite, sendo ele bem utilizado ou não!
Vamos pensar que neste período de ausência estive em busca de novas experiências e sensações, usando a mim e essas descobertas como um laboratório para enriquecer as minhas ideias e fortalecer a visão que tenho da vida. 

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Uma Simples Mensagem

É impossível passarmos por esta vida sem causarmos algum tipo de dor ou sofrimento em alguém. Também não passamos ilesos, sem nenhum arranhão ou fissura...
Somos tão frágeis que uma palavra mal dita nos causa mais dor e lágrimas do que, muitas vezes, uma agressão física. Somos sentimento revestido por uma couraça que se chama corpo. E essa couraça nem sempre nos protege das dores que se instalam na alma ou no coração. A nossa fragilidade não representa fraqueza... Ela apenas indica que somos humanos; então, sofrer pelas decepções também faz parte de nossa humanidade.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Coração...




Antigamente eu pensava que se abrisse o meu coração, sofreria consequências irreparáveis... Porque o coração é a nossa parte mais sensível, frágil e humana. Um coração machucado leva muito tempo para se curar e, então, como precaução, o blindamos! E é embaixo dessa blindagem que ele se regenera. É sob essa blindagem que ele tenta, lentamente, regular o seu compasso e devolver-nos uma vida calma e tranquila...
Porém, toda blindagem também traz consigo um efeito colateral que devasta tanto ao coração quanto a nossa alma...

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

O que nos move...


Eu acredito em Deus! E acredito também que Ele habita dentro de nós, transformando nossas vontades em realizações... Creio que quando temos fé, principalmente em nós mesmos, as coisas se concretizam, deixando de serem projetos para tornarem-se realizações.
Não vejo o impossível adiante de mim. Apenas algumas barreiras, mas todas transponíveis. Por mais difícil que seja ou esteja a vida, penso que temos o poder de mudá-la e isso pode ser para melhor ou pior. Depende somente de nós.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Feliz Ano Qualquer...



Mais um ano que acaba e outro que começa... É assim o ciclo de uma vida que é composta por segundos que se tornam minutos, que se tornam horas; de horas que viram dias; dias que completam meses que concluem o ciclo de um ano... Uma verdadeira engrenagem em funcionamento ininterrupto para que tenhamos chances de fazer com que a vida aconteça!
Por mais que queiramos, não adianta entregarmos nossas expectativas nas “mãos” de um Ano Novo porque não é dessa forma simplista que as coisas acontecem ou se resolvem. É preciso atitude e disposição para a vida; vontade e, sobretudo, coragem para enfrentar os desafios que nos são propostos! Somente assim damos sentido ao novo, quando abrimos a mente e as portas do coração para receber o futuro. Quando nos desprendemos do passado e vivemos intensamente o presente.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

16436 Dias de Vida...

Hoje é o meu aniversário. Como sempre, gosto de agradecer por todas as bênçãos que recebo e, principalmente, pela dádiva da vida!
Pode parecer um ato narcisista (e talvez seja), mas o intuito é apenas compartilhar algo positivo, afinal estamos todos cercados por inúmeros problemas e somos diariamente açoitados por tantas tragédias, que a simples lembrança de que temos algo bom e que merece ser comemorado, nos dá esperanças e fôlego para os dias futuros...
O dia do nosso aniversário simboliza não apenas o dia do nosso nascimento, mas o início de um novo ano verdadeiro, onde resgatamos todo o nosso passado, sem precisarmos nos prender a ele. Olhamos apenas como referência, para sabermos de onde viemos e quem fomos, para olharmos adiante, otimistas e certos de que através de todo o aprendizado adquirido, faremos muito mais e ainda melhor do que já fizemos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Plágio é Crime! Proibida a Cópia do Conteúdo desse Blog!!!